Ninkasi, a Deusa da Cerveja

Ninkasi é a antiga deusa sumeriana da cerveja, que transformou uma mistura de água e cevada em um líquido dourado, conhecido hoje como cerveja.

Era uma deusa muito popular que fornecia cerveja aos deuses. Ela era considerada a própria personificação da cerveja.

Receba as postagens do Ninkasi Beer Club no seu e-mail!

quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Repense Cerveja no Butantan Food Park

Gol da Alemanha (com a harmonização sugerida de búrguer de cordeiro) é uma das cervejas colaborativas que serão encontradas no festival no sábado, 3 de outubro (Foto: Divulgação)

Depois da expedição da 2cabeças pelo Sudeste, chegou a hora de conferir no Butantan Food Park, no sábado, 3 de outubro, o fruto dessa viagem da cervejaria carioca. O resultado, 5 colaborativas inéditas com outras 6 cervejarias, poderá ser apreciado no Festival Repense Cerveja.

Estarão disponíveis os rótulos criados em parceria da 2cabeças com as cervejarias Penedon, 3cariocas, Nacional, Koala San Brew, Capa Preta e Aeon. As novas cervejas estarão disponíveis ao longo do dia, revezando-se nas torneiras. Além disso, estarão disponíveis também as criações "de linha" das cervejarias. Serão 19 rótulos disponíveis, com a presença dos cervejeiros para conversar com o público e explicar como cada cerveja foi criada. O valor do chope de 300ml será de R$ 12. Haverá também a opção de degustação: 3 doses de 100ml a R$ 15.

As receitas das criações inéditas estarão disponíveis no site da 2cabeças para quem quiser copiar. Para valorizar ainda mais as criações das cervejarias, a equipe do Butantan Food Park preparou harmonizações com diversos pratos disponíveis no parque gastronômico.
As novas cervejas

Confira detalhes das colaborativas da 2cabeças e parceiras, em ordem de produção, e a sugestão de harmonização da equipe do Butantan Food Park:

#SQN - American Wheat Wine, com a 3cariocas (Rio de Janeiro-RJ). Álcool: 9,8%. Amargor: 83 IBUs.

Ingredientes de destaque: maltes de cevada e trigo e flocos de trigo, lúpulos Columbus, Citra e Amarillo.

"Uma cerveja especial de trigo? Pela legislação brasileira, não, pois ela tem mais de 25% de trigo, o que tira ela da categoria especial. Então ela se chamará #SQN, aquela hashtag de ironia que significa "só que não".

Harmonização sugerida: frango oriental do Arte Cozinha.

Gol da Alemanha - German IPA, com a cervejaria Aeon (Contagem-MG). Álcool: 7,1%. Amargor: 71 IBUs

Ingredientes de destaque: lúpulos Smaradg e Mandarina Bavária, adicionados na fervura e no dry hopping

São 7 ingredientes alemães e 1 brasileiro (a água), o teor alcoólico é 7,1%, o número de IBUs 71. O negócio é beber para esquecer ao que se referem esses números.

Harmonização sugerida: hambúrguer de cordeiro com maionese de hortelã do British Burger and Potato.

Lactobluecilos - Sour Ale com Mirtilo, produzida com a Capa Preta e a Koala San Brew (Nova Lima-MG). Álcool: 6,4%.

Ingredientes destacados: fermento Saison e lactobacilos

A combinação de fermento Saison e lactobacilos leva acidez e complexidade para a cerveja.

Harmonização sugerida: Khao Pad vegetariano do Thaitai Brasil.

Fogo de Palha - California Common defumada, produzida com a Cervejaria Nacional (São Paulo-SP).

Ingredientes destacados: maltes Pilsen, caramelo e 15% defumado, lúpulo Nothern Brewer

O estilo híbrido é feito com fermento Lager mas em temperatura de fermentação mais alta, típica de uma Ale.

Harmonização sugerida: sanduíche de porchetta do Mondiale.

Debrownismo - Brown Ale, com a Penedon (Penedo-RJ). Álcool: 6,1%. Amargor: 35 IBUs

A coloração é marrom escuro, com maltes escolhidos para ressaltar aromas de nozes e chocolate ao leite.

Harmonização sugerida: churros de chocolate e doce de leite com amendoim torrado do Churros Tentação.

Além destas, estarão disponíveis no Repense Cerveja as seguintes:
2cabeças: Rio de Colônia (colaborativa com a Freigeist), Saison à Trois (com a Invicta), Funk IPA, Maracujipa e Hi5
3Cariocas: IPA nema e Saison du Leblon
Aeon: Mangifera IPA
Capa Preta: Melon IPA
Koala San Brew: BadMotorfinger
Cervejaria Nacional: Mula
Penedon: Helles, Bauréti e Serra da Índia

Serviço
O que: Festival Repense Cerveja no Butantan Food Park
Quando: sábado, 3 de outubro, das 11h às 22h
Onde: Rua Agostinho Cantu, 47 – Butantã
Quanto: entrada franca, produtos à venda no local
Fonte: Revista Beer Art

Cerveja é coisa de mulher, sim! 10 motivos que provam isso - Movimento We All Love Beer

Quem nunca passou por isso? Na mesa do bar, você pede uma cerveja e o homem com você pede um refri ou drinque: na maioria das vezes, a cerveja é servida para ele, certo?

Por isso, o movimento #WeAllLoveBeer instalou câmeras escondidas em bares e restaurantes dos EUA para registrar esses flagras e o resultado é surpreendente: mulheres decepcionadas e homens, igualmente decepcionados, que recebem os drinques que não pediram. Em poucos dias, o vídeo alcançou mais de 1 milhão de visualizações.

Preconceito velado

“Isso acontece sempre que vamos a um bar: eles sempre colocam o Martini para ela e a cerveja para mim”, afirma um dos homens dos casais flagrados no filme. Em outro momento, uma das mulheres questiona o comentário de um garçom: “Qual é a aparência de quem bebe cerveja?”.

Ao expor de maneira simples, inteligente e criativa o preconceito velado no universo cervejeiro, o vídeo virou hit nas redes sociais.



“Infelizmente ainda somos vítimas de preconceito, talvez vinculado a uma cultura machista, que vincula o consumo de cerveja e as profissões relacionadas à bebida exclusivamente aos homens. Mas a cerveja é democrática em todos os sentidos: aromas, sabores e preços...”, afirma Káthia Zanatta, beer sommelier, sócia-diretora do Instituto da Cerveja, professora e co-fundadora do curso de Sommelier de Cervejas da Associação Brasileira de Sommeliers de São Paulo.

Nossa paixão por cerveja tem 10 grandes motivos, listados por Káthia:

1 - A cerveja foi descoberta por mulheres, nos anos 8.000 mil a.C, na Mesopotâmia;

2 - É uma mulher a deusa da cerveja - Ninkasi (c. de 1900-1800 a.C.);

3 - Durante a Idade Média, na Grã-Bretanha, mulheres chamadas de “Alewives” eram responsáveis pela produção de cerveja;

4 - No mesmo período, também na Grã-Bretanha, as “Alehouses” eram casas de família nas quais as donas produziam e serviam cervejas durante encontros de confraternização entre amigos e vizinhos;

5 - Na Babilônia e na Suméria, por volta do ano 4000 a.C., as mulheres cervejeiras (chamadas de “Sabtíem”) tinham grande prestígio na sociedade e eram consideradas pessoas especiais, com poderes quase divinos;

6 - Na História, vemos que em algumas culturas produzir cerveja era uma atividade caseira, como fazer pão e cozinhar. Assim, enquanto os homens saíam para caçar, guerrear ou trabalhar, cabia às mulheres preparar as comidas e bebidas da família. Como os ingredientes do pão e da cerveja são os mesmos, era comum prepará-los simultaneamente;

7 - Foi uma mulher, uma monge beneditina chamada Hildegard Von Bingen, no século X, que colocou lúpulo em uma cerveja pela primeira vez;

8 - A cerveja é fonte de vitamina B, ácido fólico, antioxidante e colágeno, nutrientes que favorecem especialmente o sexo feminino;

9 - O lúpulo é uma flor feminina;

10 - Pesquisa Ibope comprovou que maioria (62%) das mulheres escolhe a cerveja na hora de comemorar bons momentos.

Está bom para você? Para mim, está ótimo. Então, cheers!

Fonte: Mídia News

Empresa lança porta-cerveja para ser usado em bicicleta

Acessório da gaúcha Solabici tem capacidade para seis garrafas long neck Foto: Poti Silveira Campos / Zero Hora

Lançamento da Solabici, o porta-cerveja (foto) se tornou um dos principais itens do catálogo da marca porto-alegrense, que produz bicicletas e acessórios. O suporte para garrafas fica suspenso sob o tubo superior e preso também ao tubo do canote. Produzido em couro, tem capacidade para seis vasilhames no formato long neck e custa R$ 100.

Surgida em novembro de 2014, a Solabici oferece bicis para uso urbano, de inspiração clássica, caracterizadas pela simplicidade e estilo – magrelas com quadro feito sob medida à mão e equipadas com componentes de qualidade. Os acessórios de produção própria incluem bolsa de selim ou de guidão (R$ 140) e mochila (R$ 180). Há cerca de três meses, a marca inaugurou loja na Galeria Independência (avenida Independência, 1211, Porto Alegre).

Quanto ao porta-cerveja, mesmo se tratando de bicicleta, vale lembrar: se beber, não dirija.
Fonte: ZH Veículos

Estrela Tricolor: cerveja homenageia a torcida do Bahia

Produto lançado pela Rhoncus Cerveja Artesanal tem 4,5% de teor alcoólico e vai ser vendida nas lojas da Casa do Tricolor 

 

Cerveja Estrela Tricolor

A torcida do Bahia vai ter mais um motivo para tomar cerveja. O Rhoncus Cerveja Artesanal lançou a cerveja 'Estrela Tricolor', em homenagem à torcida do Bahia. De acordo com os idealizadores da bebida, a ideia é homenagear uma das maiores torcidas do país.

O produto segue o estilo American Lager e apresenta 4,5% de teor alcoólico. A bebida vai ser comercializada nas lojas da Casa do Tricolor, em bares, restaurantes e casas especializadas. “Todo torcedor vai se identificar, desde o rótulo até a qualidade do produto. Assim como a torcida, a Estrela Tricolor é de arrepiar!”, disse Guilherme Pauperio.
Fonte: Correio 24 horas

 

terça-feira, 29 de setembro de 2015

Mestre-Cervejeiro.com abre sua primeira unidade em Santos

Mestre-Cervejeiro.com abre sua primeira unidade em Santos


Rede de franquias de cervejas artesanais chega ao município do litoral sul de São Paulo


No dia 01 de outubro, a cidade de Santos, município de São Paulo, recebe a primeira loja da rede de franquias de cerveja artesanal Mestre-Cervejeiro.com. A cidade, localizada no litoral sul do Estado, é apontada como a quinta não capital mais importante para a economia do país, abrigando a maior área portuária da América Latina. Pelo grande valor cosmopolita, econômico e cultural, além da beleza arquitetônica – principalmente do centro histórico - e natural que carrega, a região tem forte apelo turístico. Um de seus principais atrativos é o jardim da orla, que segundo o Guiness Book é, em extensão, o maior jardim frontal de praia do mundo.

Localizada em Gonzaga, a loja conta com 100 rótulos de cervejas especiais - com destaques para Mestre-Cervejeiro.com 10 anos por DUM (Curitiba, PR), Invicta (Ribeirão Preto, SP), Dieu du Ciel (Canadá), To Øl (Dinamarca) -, além de um mix de produtos, como camisetas da marca, kits cervejeiros, taças, copos, e petiscos gourmet.

Os franqueados Eduardo Tavares e Deize Tavares após conhecerem a Mestre-Cervejeiro.com começaram a pesquisar e degustar cervejas artesanais

"Após muita análise sobre as várias opções de franquias de diversos setores, optamos pela Mestre-Cervejeiro.com por ter um investimento acessível e produtos que gostamos. A expectativa é a melhor possível.Podemos dizer que é a realização de um sonho. O retorno financeiro é importante, mas o prazer de trabalhar em um negócio próprio que escolhemos com muito carinho é "especial", afirma Deize.

A Mestre-Cervejeiro.com oferece dois modelos de franquia - os formatos de loja de rua e de quiosque. Além de fechar 2015 com 40 unidades em funcionamento, a rede espera chegar até dezembro deste ano com 70 contratos assinados para abertura de lojas em 2016, a maioria nas regiões Sul e Sudeste. Os interessados em abrir uma franquia do Mestre-Cervejeiro.com deverão preencher um rápido cadastro no site www.mestre-cervejeiro.com/franquias ou entrar em contato pelo email: contato@mestre-cervejeiro.com.

Serviço:
Endereço: Rua Azevedo Sodré, 112 - Gonzaga - 11.055-051 - Santos, SP
Fone: (13) 3349-5573

Fonte: ÔNIXPress

Beer Train tem viagem festiva em outubro

Beer Train tem viagem festiva em outubro
Tradicional viagem do calendário cervejeiro, o Beer Train vai de Curitiba até Morretes (Foto: Divulgação) 

Bodebrown comemora o 10º passeio cervejeiro pela Serra do Mar


Evento cervejeiro que se tornou tradição, o Beer Train volta a percorrer a Serra do Mar até Morretes, no Paraná. Desta vez com uma marca especial: é a 10ª edição. Para celebrá-la, haverá mais vagões (quatro) do que nas edições anteriores. Será no dia 24 de outubro, mês que também terá o Festival da Primavera Bodebrown, no dia 10 (ler mais abaixo).

Beer Train

O passeio de trem, com degustação de cervejas especiais a bordo, terá lançamentos de novas cervejas, não apenas da anfitriã mas também de convidadas. Os destaques serão rótulos sazonais e exclusivos. Para harmonizar, pães, queijos e pretzels.

Serviço
O que: Beer Train
Quando: 24 de outubro, sábado, com saída da Rodoferroviária às 7h e chegada por volta das 17h
Quanto: R$ 370 - inclui degustação das cervejas, pães e queijos, almoço em Morretes (exceto bebidas) e retorno de ônibus para Curitiba

Festival da Primavera

O Festival da Primavera Bodebrown será realizado na rua, diante da sede da empresa, na Rua Carlos de Laet, no Hauer, em Curitiba (PR), das 9h às 17h de 10 de outubro, com chopes da Bodebrown e cervejarias convidadas. Shows de música celta e Jazz, food trucks, exposição de carros antigos e encontro de donos de Bulldogs e seus pets completam a festa. O evento reforça a imagem do "bairro com o mais cervejeiro do Paraná". A região concentra inúmeras fábricas de cerveja, das quais seis vão participar.

Serviço
O que: Festival da Primavera
Quando: 10 de outubro, sábado, das 9h às 17h
Quanto: entrada franca
Onde: Cervejaria Bodebrown (R. Carlos de Laet, 1015 – Hauer, Curitiba-PR)
Fonte: Revista Beer Art

Evento promove networking com cerveja para publicitários

 Evento promove networking com cerveja para publicitários


Há várias maneiras de se fazer o tão falado networking e conhecer gente interessante que faz a mesma coisa que você. Uma delas é degustando uma boa cerveja. Com esse pensamento, vai acontecer em São Paulo, mais precisamente na Chácara Santo Antonio, Zona Sul, o "Publichopp – Amigos da Publicidade".

O evento reúne pessoas interessadas no mercado de comunicação para trocar ideias e referências e, ainda por cima, experimentar cervejas especiais no Mr.Beer, que fica no Shopping Verbo Divino Mall, em frente ao Pueri Domus, próximo à sede do Adnews. A equipe do portal também vai participar do happy-hour.

O próximo encontro acontece nesta quarta-feira (30), a partir das 19 horas. O local ainda conta música ao vivo, além do chopp, temaki e hot-dog em dobro.

Fonte: adNews

Compra da SABMiller afasta cervejaria de raízes na África

Compra da SABMiller afasta cervejeira de raízes na África
Cervejas da SABMiller: a fabricante de produtos locais iniciou sua história com o nome de South African Breweries, em 1895

A aquisição da SABMiller Plc pela concorrente de maior porte Anheuser-Busch InBev NV distanciaria ainda mais a empresa com sede em Londres de suas raízes, que remontam ao século 19, quando era a fornecedora sul-africana de cerveja para os mineiros sedentos do chamado recife do ouro, em Joanesburgo.

A fabricante de produtos locais como a Castle Lite iniciou sua história com o nome de South African Breweries, em 1895, e se tornou a primeira empresa industrial a listar ações na Bolsa de Valores de Joanesburgo, dois anos depois.

Em meados do século passado, a empresa cervejeira controlava 98 por cento de seu mercado doméstico, antes de se expandir internacionalmente após o fim do governo de uma minoria branca, em 1994.

“As vendas da cerveja da SAB estão muito à frente em relação às das outras cervejas que nós vendemos qualquer noite”, disse Kate Bennett, 33, sócia do pub Colony Arms, no subúrbio de Craighall, em Joanesburgo, nesta quarta-feira.

“Certamente existe uma sensação de orgulho nacional”.

A primeira cisão significativa da empresa em relação à África do Sul veio com a decisão de mudar sua cotação principal para Londres, em 1999.

Três anos depois, a empresa comprou a Miller Brewing Company, segunda maior fabricante de cervejas dos EUA, e agregou a Grolsch e a Peroni ao seu portfólio.

A SABMiller agora conta com 70.000 funcionários em mais de 80 países e será engolida pela AB InBev, que tem sede em Leuven, na Bélgica, se a empresa cervejeira dona das marcas Budweiser e Stella Artois concluir o negócio multibilionário.

“Os clientes já estão muito acostumados ao que tomam, por isso eu duvido que uma mudança na propriedade da empresa altere isso de forma significativa”, disse Bennett.

“Vai ser interessante ver se alguma mudança na publicidade vai mudar a percepção das pessoas”.

fONTE: rEVISTA eXAME

A cerveja e os biergarten são atrações imperdíveis na Alemanha

Os ambientes informais e as mesas coletivas são uma espécie de piquenique compartilhado com desconhecidos

 

Reza a tradição que a pessoa pode levar sua própria comida ao biergarten e comprar apenas a cerveja Foto: Francini Ledur / Arquivo Pessoal

Quem visita a Alemanha, e especialmente Munique, precisa conhecer pelo menos um biergarten (que significa "jardim da cerveja"). Depois de ir a um desses locais de ambiente simples, geralmente sob árvores, o turista vira frequentador assíduo. É daqueles momentos que se tornam uma das mais saudosas lembranças da viagem.

Reza a tradição que a pessoa pode levar sua própria comida ao biergarten e comprar apenas a cerveja. Muitos deles têm atendimento self-service, em que se pega a bandeja, escolhe-se a salsicha, a batata ou outro acompanhamento e depois um copo de cerveja (de meio ou um litro).

Os ambientes informais e as mesas coletivas são uma espécie de piquenique compartilhado com desconhecidos que viram amigos depois do terceiro copo. Uma refeição com uma porção de salsicha (que pode ser uma salsicha grande ou duas menores, por exemplo), um acompanhamento de batata e uma canecão de um litro de cerveja fica por volta de 15 euros.

Segundo maior consumidor dessa bebida (per capita) do mundo, atrás apenas do tcheco, o alemão dá muito valor à cultura da cerveja. Centenas de rótulos artesanais são produzidos na cidade, e prová-los nos diferentes bares é um programa em si. No supermercado, há boas marcas a partir de 1 euro. Nos restaurantes e biergartens, prepare a carteira: um copo de meio litro de cerveja varia de 3,50 a 5 euros.

Fonte: ZH Viagem

De queijo a cervejas, Papa Francisco vira garoto-propaganda de produtos nos EUA


FILADÉLFIA - A visita do Papa Francisco aos Estados Unidos terá seu enceramento neste final de semana na Filadélfia. E os comerciantes locais estão aproveitando a despedida para lucrar com produtos que levam a assinatura do pontífice, de rosários e cartões de oração a bonecos de pelúcia e copos de shot, com ou sem a benção papal.

A visita do papa terá as despesas bancadas pela organização Encontro Mundial das Famílias, que se associou à empresa Aramark para produzir souvenires oficiais. Parte dos lucros com as vendas vai ajudar a pagar a conta da estadia do pontífice.
ADVERTISEMENTSegundo o presidente da Aramark, Carl Mittleman, o item mais vendido até o momento é o boneco de pelúcia do papa, a US$ 20. A companhia responsável pela confecção, a Bleacher Creatures, afirma ter vendido mais de 50 mil unidades — é o best-seller, à frente de bonecos de estrelas do esporte e de super heróis da Marvel e da DC Comics.

— Este é o item mais solicitado e já recebi encomendas de amigos e familiares de fora da Filadélfia — disse Mittleman à CNN Money, acrescentando que os produtos foram projetados para serem “respeitosos” embora haja itens não religiosos, como cachecóis e canecas. — Não vamos vender camisetas com o Papa segurando um cheese steak (sanduíche que é patrimônio cultural da cidade). Estamos comprometidos com o espírito deste grande evento.

Mas pelas ruas a história é bem diferente. As lojas estão vendendo copos de shot com o rosto do papa e camisetas com dizeres um tanto quanto pagãos. “Best. Pope. Ever” (o melhor papa da história, em tradução livre), “Yo Pontif!” (Ei, pontífice) e “Pope Phrancis” (um trocadillho com as palavras Francis, Francisco, e Phili, Filadélfia) são alguns deles. Há outras que transformaram o chefe da Igreja Católica em um jogador de beisebol do time Philadelphia Phillies ou mesmo no personagem Rocky Balboa, cujo filme homônimo teve trechos filmados na cidade.

Nas cervejarias locais, é possível até mesmo experimentar um chope da torneira Papa Francisco na Philadelphia Brewing Company. Ou a “papal” ale You Only Pope Once — uma cerveja envelhecida em barris de vinho Malbec, com um toque de açúcar argentino e que, diz-se, teria recebido a benção de um padre — na Manayunk Brewery.

Para acompanhar, é possível comprar um queijo mozarela no formato do papa na loja de massas Pastificio.

Sacrilégio ou não, o papa estará a postos na missa de domingo para receber confissões dos comerciantes locais.

Fonte: O Globo

Cerveja Gordelícia recebe o título de Miss América

Primeiro rótulo da cervejaria Urbana recebe prêmio de Melhor Cerveja das Américas no estilo Belgian Style Strong Pale Ale pelo World Beer Awards 2015

 

Cerveja Gordelícia

A Gordelícia, primeiro rótulo lançado pela cervejaria artesanal paulistana Urbana, recebeu nesta quinta-feira (24) o título de Melhor Cerveja das Américas no estilo Belgian Style Strong Pale Ale pelo World Beer Awards 2015. Outro rótulo da Urbana que também foi premiado como Melhor Cerveja das Américas foi a ICI Celebris, mas pelo estilo Flavoured Beer – Herb & Spice. A competição foi dividida em três fases: na primeira selecionou os melhores rótulos de cada país (ao todo, foram 30 participantes da Ásia, Europa e Américas), os ganhadores passaram por nova avaliação para ser definido a melhor cerveja de cada região e ao fim escolher a Melhor Cerveja do Mundo.

“Concorremos diretamente com cervejas representantes da escola americana, referência no mundo e parte das nossas inspirações, e ganhamos! É um reconhecimento incrível que nos impulsiona a buscar combinações cada vez melhores para criar cervejas únicas”, comemora o sócio e cervejeiro da Urbana, André Cancegliero.

Para chegar à receita vencedora, a Miss América, como brinca Cancegliero, passou por dois anos de testes revendo ingredientes e proporções para que ficasse uma cerveja bem arredondada e fiel ao estilo belga.

Além da Gordelícia, nas etapas anteriores da premiação, os rótulos da cervejaria Urbana que ganharam títulos foram: Prima Pode e Trimiliqui (parceria com a Cervejaria Blondine) ganharam as medalhas de ouro e prata, respectivamente, na categoria Dark Beer– American Brown Ale. O bronze foi para a Fio Terra, na categoria Pale Beer – IPA; Bergamosh (parceria O Mercado, projeto pioneiro de feiras gastronômicas de rua), no estilo Flavoured Beer – Fruit; e BadAss (parceria com a Cervejaria Serra de Três Pontas), no estilo Flavoured Beer – Smoked.

Sobre a Urbana

Fundada em 2010, em São Paulo, a cervejaria Urbana começou como hobby e, logo, o objetivo de criar 12 cervejas com rótulos que acompanhavam as receitas no prazo de um mês foi alcançado. A brincadeira ganhou volume e em apenas três anos a Urbana se profissionalizou, adquirindo um galpão para a instalação de um laboratório. Com mais de 200 cervejas em seu portfólio, apenas no ano de 2014 a Urbana lançou 10 rótulos. Tem como sócios o cervejeiro André Cancegliero, o publicitário Fernando Pieratti, que elabora os divertidos rótulos, e João Luiz Braga, que trouxe sua experiência em gestão financeira ao negócio.

Fonte: RS Press

12 cervejas brasileiras premiadas como melhores das Américas


A melhor do mundo no WBA 2015 é uma American Pale Ale, a Beyond The Pale Ale, da Fish Tale Ales, dos EUA (Foto: Reprodução)

Além das três cervejas entre as melhores do mundo, que já haviam sido reveladas pela organizacão do World Beer Awards 2015, o Brasil tem nove cervejas entre as melhores das Américas. Os resultados foram divulgados nesta quinta-feira, 24. A melhor cerveja do mundo é uma American Pale Ale, a Beyond The Pale Ale, da Fish Tale Ales (EUA).

Confira as conquistas continentais das cervejarias Bamberg (2), Bohemia (2), Urbana (2), Brahma, Búzios e Wäls. Confira a lista, com a categoria e a premiada (para saber as características da cerveja, clique no nome).

MELHORES DO MUNDO

Altbier - Bamberg Altbier

Czech-stlye Pale Lager - Wäls Bohemian Pílsen

Brut/Champagne Beer - Wäls Brut

MELHORES DAS AMÉRICAS

Belgian Style Dubbel - Wäls Dubbel

Herb & Spice - ICI Celebris

Smoked Beer - Bamberg Rauchbier

Dark Lager - Bamberg Schwarzbier

No Alcohol Lager - Brahma Zero Belgian Style Blonde - Bohemia Caá-Yari

Pale Barley Wine - Bohemia Reserva

Belgian Style Strong Pale - Gordelícia

Belgian Style Witbier - Búzios Brigitte

PREMIADAS NA ETAPA BRASIL

MELHORES DO ESTILO
Seasonal Lager - Bamberg Maibaum
Bavarian Hefeweiss - Dama Bier Weiss
Imperial Stout - Wäls Petroleum
Belgian Style Strong - Wäls Quadruppel
Belgian Style Tripel - Wäls Tripel
Oud Bruin - Wäls Wild Ale EAP

OURO
Dark - Buzios Manguinhos
American Brown Ale - Prima Pode
Stout - Dama Bier Stout
German-style Pale - Germania Pilsen

PRATA
Dark Barley Wine - Bamberg CaoS
IPA - Búzios Brava
American Brown Ale - Trimiliqui

BRONZE
Amber/Vienna - Bierland Vienna
Biére de Garde/Saison - Bohemia Saison d´Alliance
Smoked - Bad Ass
Fruit - Bergamosh
IPA - Fio Terra
Chocolate & Coffee - Dama Bier Fellas

Fonte: Revista Beer Art

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Fusão de mega cervejarias dá chances e perigos para rivais


Bruxelas/Londres - Um eventual acordo entre as cervejarias gigantes Anheuser-Busch InBev e SABMiller reiniciaria a indústria cervejeira global, permitindo que um competidor destemido estenda sua liderança e soando o último sinal para que rivais menores agarrem ativos significativos.

A líder mundial AB InBev disse na quarta-feira que se aproximou do Conselho da SABMiller sobre uma combinação amigável que uniria suas cervejas Budweiser, Stella Artois e Corona com marcas da SABMiller como Peroni, Grolsch e Pilsner Urquell.

O acordo, provavelmente avaliado em mais de 100 bilhões de dólares, seria complicado e estaria entre os maiores na história corporativa, assim como uma conquista dos financiadores brasileiros por trás da empresa de private equity 3G Capital, conhecida por seus impiedosos cortes de custos e altas margens de lucro que permitem à empresa jogar duro contra rivais.

"Se o acordo seguir em frente, haverá uma enorme cervejaria global. O setor estará acabado. Este é o acordo dos acordos e é uma das razões pelas quais a ABI pode justificar o pagamento de um prêmio alto", disse Ian Liddle, diretor de investimentos da Allan Gray, uma das maiores investidoras da SAB.

Nenhuma oferta foi feita, mas analistas estimam um preço de 40 a 45 libras por ação da SAB, o que seria um prêmio de 35 a 52 por cento em relação ao preço das ações no início da semana. Mas dados os passos de ambas as empresas, desinvestimentos são prováveis, apresentando oportunidades para Heineken, Carlsberg e Molson Coors.

É praticamente certo que a companhia teria que vender a participação majoritária da SABMiller na joint venture norte-americana MillerCoors. A sócia Molson Coors seria a compadora óbvia, então provavelmente conseguiria um preço atraente.

Com um preço de cerca de 10 bilhões de dólares, seria um grande acordo para a Molson, cujo valor de mercado é de 15 bilhões após suas ações terem subido após as notícias da aproximação.

Fonte: Revista Exame

Schornstein investe em nova fábrica

Schornstein investe em nova fábrica
A nova fábrica da Schornstein será em um prédio que está sendo restaurado no Centro de Pomerode (Foto: Ilustração)

Destoando do pessimismo dominante, a Schornstein, de Pomerode (SC), investe na implantação de uma nova unidade, com capacidade de produção de 300 mil litros de cerveja, ou seja, o triplo da atual. A fábrica será instalada em um imóvel de 2,5 mil m², na área central da cidade. O investimento está orçado em aproximadamente R$ 4 milhões, com inauguração prevista para junho de 2016.

O diretor da Schornstein, Adilson Altrão, observa:

“Queremos aproveitar a data para comemorar os 10 anos de fundação da Schornstein e os 500 anos da Lei de Pureza Cervejeira e ainda pretendemos lançar uma linha de cervejas comemorativas.”

O novo espaço está localizado no antigo prédio do mercado Weege, um imóvel da primeira metade do século passado que tem parte da estrutura tombada pelo patrimônio histórico. O prédio com mais de 50 anos está sendo restaurado e revitalizado para manter as características originais.

Adilson Altrão acrescenta que, no terreno anexo à nova unidade, será erguido um grande centro comercial com galerias de lojas, cafés e gastronomia.

“O espaço será voltado especialmente para o atendimento ao turista. Isto dará uma nova dimensão ao principal centro de concentração turística de Pomerode, espaço que conta hoje com o Bar de Fábrica da Cervejaria, Zoológico, Teatro, Centro Cultural e Museu”, destaca.

Fundada há nove anos, a Schornstein está sediada em um prédio também tombado pelo patrimônio histórico. Uma das características marcantes é uma chaminé de 30 metros de altura, de tijolos maciços artesanais.

Nos últimos anos, a empresa tem crescido. Dos 30 mil litros de chope produzidos por mês em 2013, saltou para 100 mil litros em 2015. Em 2014, a expansão foi de 79% e neste ano é projetada para perto de 70%. Para os próximos anos, a projeção da cervejaria é na continuidade do aumento da demanda e no crescimento expressivo das cervejas artesanais.

Fonte: Revista Beer Art

Delirium Café promove o curso “Introdução à Escola América e suas Cervejas Extremas”


Parceria com o Instituto da Cerveja Brasil visa trazer ao público as curiosidades, peculiaridades e sabor dos rótulos dos EUA


O Delirium Café, em parceria com o Instituto da Cerveja Brasil – ICB e a Delirium Academy, organiza nos dias 29 e 30 de setembro o curso Introdução – Escola América e suas Cervejas Extremas, que visa levar informações e curiosidades gerais sobre esse universo de maneira leve e descontraída. Em sua terceira edição, o curso leva aos participantes toda a gênese dos rótulos americanos, com os seguintes conteúdos: As raízes britânicas, alemãs e holandesas; A Lei Seca; Pós-Lei Seca; A Influência Belga; Craft beer renaissance: primeira (anos 1960, 1970 e 1980), segunda (anos 90) e terceira (2000 em diante) gerações.

A carga horária do curso é de 6 horas, com duas aulas de três horas cada com os professores Luis Celso Jr (Bar do Celso) e Alex Moraes (beer sommelier e mestre em Estilos pela ABS e Instituto da Cerveja Brasil – ICB). No final, os participantes recebem a certificação do ICB e da Delirium Academy.

Para matricular-se, basta acessar o link: 
https://www.institutodacerveja.com/confirmar-matricula?c=113.

Serviço – Escola America e Cervejas Extremas

Investimento: R$ 250,00
Data: 29 e 30 de setembro de 2015
Horário: das 20hs as 23hs
Local: Delirium Café SP - Rua Ferreira de Araújo, 589 - Pinheiros

Sobre o Delirium Café SP: Inaugurado em setembro de 2014, o Delirium Café São Paulo é um ambiente aconchegante e ao mesmo tempo bem amplo com capacidade para 230 pessoas e uma área dos fundos dedicada a eventos sociais e corporativos, além de charmosos ambientes para encontros, comemorações, lançamento de produtos, apresentações, treinamentos e workshops dedicados ao universo cervejeiro. O Delirium Café conta com 24 torneiras com chopes que vão do tradicional Delirium Tremens a marcas consagradas e até mesmo nacionais. A casa também conta com aproximadamente 350 rótulos em garrafa de cervejas de todo mundo, além de um cardápio inspirado na culinária belga com um toque contemporâneo, entre pratos e petiscos para harmonizar com as diversas cervejas.

Fonte: ÔNIXPress

Festival da Cerveja – Somos Tradição (Portugal)


Numa parceria com a Central de Cervejas, o mercado de Campo de Ourique, um dos mais pitoresco de Lisboa, inaugura o “Festival da Cerveja – Somos Tradição”. Entre os dias 30 de Setembro e 3 de Outubro, aquele espaço aposta num conceito que une gastronomia aos diferentes paladares de cada uma das marcas de cervejas presentes – Sagres, Sagres Radler, Affligem, Heineken e, ainda, a sidra Stronbgow.

“É um festival de cerveja e gastronomia organizado pelo Mercado de Campo de Ourique e pela Central de Cervejas, onde os visitantes são convidados a descobrir tudo sobre as suas cervejas preferidas”, explica a organização. Vai poder ver como é o processo de fabrico, como deve ser servida e bebida, descobrir os componentes, entre outros aspetos.

Cada cerveja é acompanhada por petiscos escolhidos especialmente para apurar os seus sabores. Todos os espaços do mercado se juntam também à festa. “Terão dinâmicas ligadas à cerveja que melhor combina com o tipo de comida servida por cada um”, acrescenta a organização do festival.

Num festival se há coisa que não pode mesmo faltar, é a música. Esta será enquadrada com a temática da cerveja do dia, já que cada dia do evento terá uma marca a si associada, existem ofertas previstas e um espaço com ateliers para as crianças se divertirem.

A entrada é gratuita e o Mercado de Campo de Ourique aposta assim no “Festival da Cerveja – Somos Tradição”, um conceito que a organização prevê regressar no próximo ano.
Fonte: Activa

Brahma lança linha de "cervejas gourmet"

Brahma Extra Red Lager, Weiss e Lager são as novidades da tradicional marca (Foto: Divulgação)

Marca de cerveja mais identificada com as tradicionais American Lager, a Brahma lança sua linha gourmet, com três opções de estilo: Brahma Extra Lager, Weiss e Red Lager. Para apresentar as cervejas e mostrar como elas podem ser harmonizadas, a marca providenciou uma edição especial do programa MasterChef: o MasterChef Extra, com início na última terça-feira, 22.

Os chefs Erick Jacquin e Henrique Fogaça, além da ganhadora da 2ª ediçao do programa, Izabel Alvares, foram desafiados a harmonizar as 3 novas opções com seus pratos. Tudo acompanhado pelo Mestre Cervejeiro de Brahma, Luciano Horn – a cada episódio, dicas sobre formas de servir, de harmonizar e outras curiosidades divididas com os fãs do programa. Num total de 4 episódios – no último da série, os 3 chefs vão cozinhar juntos. Os episódios foram e vão ao ar nos dias 22 e 29/9 e 6 e 13/10 na Band e terão versão completa no site www.masterchefextra.com.br.
Fonte: Revista Beer Art

Barbearia Corleone recebe Curso de Introdução ao Universo das Cervejas Especiais


Serão dois dias consecutivos de aulas, com degustação de rótulos artesanais


Em outubro, o prestigiado curso introdutório ao universo das cervejas especiais do Instituto da Cerveja Brasil ganha um cenário todo especial, a Barbearia Corleone. Serão dois dias consecutivos de aulas, com degustação de rótulos artesanais. O curso de Introdução ao Universo das Cervejas Especiais visa, de maneira leve e descontraída, informar e apresentar curiosidades gerais, mostrando a riqueza desse universo e proporcionando um consumo de qualidade e repleto de conhecimento. 

Todo cliente que faz algum serviço na Barbearia Corleone (barba, cabelo ou ambos) ganha um chopp Cortesia Munique, cervejaria da família de Bruno Van Enck, proprietário do estabelecimento. A barbearia comercializa 450 variedades de cervejas e também opções de porções, como o bolinho de feijoada com couve.

A ideia da parceria surgiu exatamente da proposta, do charme e da descontração da casa, pontos extremamente sinérgicos da barbearia com o Instituto da Cerveja Brasil. A Corleone oferece um ambiente onde as pessoas têm diariamente contato com cervejas de altíssima qualidade, enquanto cortam o cabelo ou aparam a barba. O curso introdutório possibilitará aos clientes da casa identificar características de diferentes estilos.

Para efetuar a inscrição os interessados devem acessar o link: 
Os professores que ministrarão o curso serão Luis Celso Jr. e Fernando Carvalho – ambos sommelier de cervejas e mestre em estilos. 

Serviço:
Investimento: R$ 300,00Data: de 14/10/2015 até 15/10/2015 
Horário: das 18:00h às 21:00h
Duração: 2 dias
Local: Barbearia Corleone 
Cidade: São Paulo, São Paulo

Sobre o Instituto da Cerveja
O Instituto da Cerveja é, atualmente, a maior referência brasileira em educação cervejeira do país, tendo entre sua lista de professores alguns dos mais respeitados nomes do mercado, como o doutor Martin Zarnkow, da universidade alemã Weihenstephan – a mais bem conceituada escola atuante na formação de profissionais da cerveja do mundo. Fundado em 2010, por Kathia Zanatta, mestre-cervejeira pela Siebel Institute (USA) e Doemens Academy (Alemanha), Alfredo Ferreira,mestre-cervejeiro pela Doemens Academy (Alemanha), e Estácio Rodrigues, MBA em gestão de negócios pela ESPM, o Instituto capacita profissionais, oferecendo palestras e cursos profissionalizantes e de especialização. E ainda, difunde e consolida a cultura cervejeira no mercado brasileiro por meio de competições, como o Campeonato Brasileiro de Sommeliers de Cervejas, criado em parceria com ABS- Associação Brasileira de Sommeliers.


Fonte: Assessora de imprensa - ÔNIXPress

Heineken promove duelo entre clientes e jogadores de rugby

No supermercado surgiam três personagens que uivavam o grito de guerra típico dos jogadores de rugby

O que parecia ser mais um domingo comum de compras no mercado, virou uma guerra criativa para os clientes da varejista Tesco.

Criada para a Heineken, a ação surpreendia os consumidores que escolhiam as caixas de cerveja da marca. Assim que colocavam seus produtos no carrinho, uma voz anunciava a participação deles em uma prova.

Logo depois, surgiam três personagens que uivavam o grito de guerra típico dos jogadores de rugby.
ADVERTISEMENT

Atônitas, as pessoas eram desafiadas a responder a bravata. O resultado foi uma série de performances surpreendentes e engraçadas.

Assinada pela agência Guns or Knives. A ação promovia a Copa do Mundo de Rugby 2015. Os participantes tinham chance de ganhar uma viagem VIP para o campeonato. Assista o vídeo!



Fonte: Revista Exame

Oktoberfest terá cursos rápidos sobre cerveja

Inscrições estão abertas no site da Escola Superior de Cerveja e Malte, de Blumenau

 

Instituição vai oferecer entre 9 e 24 de outubro duas opções de cursos rápidos: produção e degustação (Foto: Divulgação)

Durante a Oktoberfest em Blumenau, a cidade catarinense recebe milhares de turistas. Para oportunizar conhecimento aos interessados em aprender mais sobre produção e degustação de cerveja, a Escola Superior de Cerveja e Malte oferecerá cursos rápidos entre os dias 9 e 24 de outubro, na sede da instituição. As inscrições para os cursos da 32ª Oktobesfest estão abertas (detalhes no serviço, mais abaixo).

Os cursos vão ensinar sobre a história da cerveja, os estilos e os tipos de fermentação. Nas aulas de produção, os estudantes vão receber informações sobre a fabricação da cerveja e poderão iniciar o processo na panela. No curso de degustação será possível provar quatro rótulos diferentes e conhecer detalhes dos ingredientes. Para atender à demanda dos visitantes que estarão de passagem pela cidade, o conteúdo será compacto, com aulas de até duas horas de duração. As datas e horários poderão ser ampliados conforme a procura dos interessados.

Carlo Bressiani, professor e diretor geral da Escola, observa:

“O segmento das cervejas artesanais segue crescendo uma média de 20% ao ano. Com a expansão, mais pessoas querem aprender e empreender neste segmento.”

Bressiani conta que, em 2014, quando ofereceram pela primeira vez os cursos de Oktoberfest, cerca de 150 pessoas procuraram a instituição para participar das aulas. Além dos moradores de todos os estados do Brasil, estudantes da Chile, Canadá, Polônia e Austrália passaram pelo local.

Na 32ª Oktoberfest

A Escola Superior de Cerveja e Malte também estará presente na Vila Germânica durante a 32ª Oktoberfest. No estande, na entrada do setor 1, a equipe dará informações sobre os mais de 50 cursos oferecidos durante todo o ano pela instituição. Os interessados poderão tirar dúvidas também sobre os cursos à distância, oferecidos via online.

Serviço
O que: Cursos de Oktoberfest oferecidos pela Escola Superior de Cerveja e Malte

Minicursos de Produção: informações básicas sobre o processo de produção da cerveja
Duração: 2h
Quando: 10, 17 ou 24 de outubro, das 11h às 13h
Quanto: R$ 149,00

Minicursos de Degustação: degustação de quatro rótulos da bebida e informações básicas sobre Escolas e estilos de cerveja
Duração: 1h
Quando: 9, 10, 13, 14, 15, 16, 17, 20, 21, 22, 23 ou 24 de outubro, das 14h às 15h
Quanto: R$ 60,00

Inscrições: www.cervejaemalte.com.br
Fonte: Revista Beer Art

Beber cerveja diariamente combate diabetes e evita ganho de peso

Estudo indica que mulheres podem tomar dois copos de cerveja por dia, enquanto homens três


Estudo comprova: beber cerveja diariamente traz benefícios à saúde. E a lista é grande, segundo um levantamento feito na Espanha comprovou que que tomar uma caneca da bebida por dia combate diabetes, evita ganho de peso e previne contra hipertensão.

O estudo foi realizado com 1.249 homens e mulheres acima de 57 anos, e indica que mulheres podem tomar dois copos pequenos de cerveja por dia, enquanto para os homens estão liberados até três copos. A pesquisa foi feita em parceria entre a Universidade de Barcelona, o Hospital Clínico de Barcelona e o Instituto Carlos III de Madri.

"Nesse estudo, nós conseguimos banir alguns mitos. Sabemos que a cerveja não é a culpada pela obesidade, já que ela tem cerca de 200 calorias por caneca - o mesmo que um café com leite integral", destaca a médica Rosa Lamuela, uma das responsáveis pelo estudo. Além de ter graduação alcoólica baixa, a cerveja contém ainda ácido fólico, vitaminas, ferro e cálcio - nutrientes que protegem o sistema cardiovascular.

Os especialistas afirmam também que a cerveja não é a responsável pelo aumento da gordura abdominal. A culpa, na verdade, seria dos aperitivos gordurosos, como salgadinhos e frituras, que grande parte das pessoas consome junto à bebida. Contudo, o hábito deve estar associado a uma dieta saudável e a exercícios físicos regulares.
Fonte: iBahia

Empresários de Roraima investem no segmento de cervejas especiais

Cervejas com pimenta, pêssego e de vários países são vendidas na capital. Preços variam de R$ 7 à R$ 275; consumidores celebram iniciativa.


Empresários investem em cervejas especiais (Foto: Romeu Lima/Arquivo Pessoal)

Trigo, pilsen, helley, weizenbock, india pale ale (IPA) e amber lager. Já ouviu falar de algum desses nomes? Esses são alguns tipos de cervejas que existem. Através de viagens, empresários de Boa Vista começaram a descobrir que os sabores, aromas e rótulos da bebida são muito mais variados do que se pensa e viram aí uma oportunidade de negócio.

Proprietária do Emporium Gourmet, uma das primeiras lojas a vender cervejas especiais na capital, Suelley Reis, 33, conta que em seus cinco anos de experiência viu o interesse do roraimense pela bebida crescer.

"Cervejas que antes a gente não vendia bem, hoje as pessoas estão conhecendo e se tornando adeptos. Por exemplo, a IPA era uma cerveja que vencia na prateleira, mas hoje já existem pessoas que só tomam ela. Ela tem como característica ser mais amarga", explicou Suelley.

Entre queijos, temperos, doces, molhos, vinhos e massas, a cerveja é o produto mais vendido na loja. Com bebidas importados da Alemanha, República Checa, Holanda, Estados Unidos, Inglaterra, Irlanda e Bélgica, a loja oferece mais de 40 variedades e os preços variam de R$ 9 à R$ 275.

Já Paulo Possebon, de 29 anos, abriu a Cervejaria e Tabacaria no shopping da zona Leste de Boa Vista há 7 meses. Apesar de hoje ser apaixonado pela bebida, o empresário conta que nem sempre foi assim.

"Como sempre experimentei aquelas cervejas populares não gostava porque o saber era muito amargo. A partir do momento em que eu comecei a viajar, a tomar algumas cervejas artesanais e a conhecer os outros sabores, passei a gostar", contou.

Atualmente, a cervejaria possui quase 90 rótulos que vão de R$7 à R$ 190. Entre as mais diferentes estão uma cerveja de trigo com pimenta, com pétala de pêssego, 100% malte, chocolate e com absinto.

Na lata, uma cerveja que contém absinto e na garrafa uma cerveja com pimenta habanero (Foto: Inaê Brandão/G1 RR)

Conhecimento 'cervejeiro'
Além de vender o produto, a cervejaria é um local onde as pessoas que querem aprender sobre a bebida podem trocar experiências. "As pessoas estão procurando bastante a loja. Tem gente que não conhece, mas quer conhecer e aqui a gente informa sobre as cervejas. Explicamos sobre o potencial, fermentação, teor alcoólico, amargor e a história de cada cerveja", afirmou Possebon.

Consumidor celebra iniciativa
O músico Vinícius Tocantins é um apreciador de cervejas e comemora de forma cautelosa o investimento dos empresários de Roraima. Apesar da variedade oferecida, o músico reflete sobre o valor dos produtos oferecidos no estado.
saiba mais

"Eu só fico um pouco preocupado porque, como tudo em Boa Vista, o frete encarece muito. Então o produto que a gente compra aqui é mais caro que se compra na internet ou quando viaja", analisou.

Apesar disso, o artista que já provou mais de 50 sabores de cerveja afirma que fica feliz por poder comprar produtos de qualidade em Roraima. "Como consumidor fico feliz quando vejo os empresários aqui de Boa Vista tendo essa visão de trazer cervejas diferentes".

Fonte: G1

Mestre-Cervejeiro.com celebra a Oktoberfest com ações especiais




Lojas da rede se preparam para prestigiar a maior festa da cerveja do mundo


A rede de franquias de cerveja artesanal Mestre-Cervejeiro.com realizará eventos, em algumas de suas unidades, durante todo o mês de outubro em comemoração a Oktoberfest, maior festa mundial da cerveja, oferecendo diversas opções de comidas e chopps de estilo alemão, além de atrações típicas do país e diversas outras ações especiais, que tornarão o ambiente muito parecido com o da tradicional festa alemã.

Durante todo o período o cliente que comprar quatro garrafas de Hofbräu Oktoberfestbier - cerveja do estilo Oktoberfest servida nos eventos oficiais - ganha o Masskrug, tradicional canecão de 1 litro da marca*. Esse rótulo, produzido pela Hofbräuhaus, cervejaria alemã localizada em Munique, possui coloração dourada, espuma de boa formação e persistência, e aromas de malte e biscoito em primeiro plano, seguidos pelos leves aromas florais do lúpulo, e na boca perfeito equilíbrio entre dulçor e amargor. Harmoniza bem com alguns pratos da culinária alemã como Weisswurst com mostarda doce, Kasseler com chucrute, e os típicos Pretzels. Possui 6,3% de teor alcoólico.

As lojas estarão decoradas com bandeirolas azuis e brancas, cores da bandeira do estado da Baviera, onde a festa teve início há mais de 200. Músicas típicas da região também farão parte do ambiente.

“As edições da Oktoberfest no Brasil começaram há 31 anos em Blumenau e hoje acontecem em diversas cidades brasileiras, mas ainda são muito mais fortes e tradicionais no Sul do país. Por isso, o objetivo da Mestre-cervejeiro.com é levar esta tradição a todas as regiões brasileiras, revelando o melhor que a festa e, claro, tudo o que as cervejas artesanais têm a oferecer. Queremos transformar as Oktoberfests das lojas da rede em referências regionais”, afirma Daniel Wolff, fundador do site e da rede de franquias de lojas especializadas em cervejas artesanais Mestre-Cervejeiro.com.

Fonte: ÔNIXPress

AB-Inbev comprou mais uma cervejaria artesanal, a Golden Road


Enquanto negocia a compra da rival SABMiller, por estimados 100 bilhões de dólares, a Anheuser-Busch InBev acaba de engolir mais uma concorrente artesanal.

A controladora da Ambev fechou a aquisição a Golden Road Brewing, uma cervejaria independente na Califórnia, por um preço não divulgado.

Trata-se da quinta compra de cervejaria nacional feita pela gigante de bebidas desde 2011, incluindo as marcas Goose Island e Blue Point Brewing.
ADVERTISEMENT

No Brasil, a companhia se associou à mineira Wäls e comprou a Colorado apenas neste ano.

A Golden Road Brewing é a maior cervejaria artesanal de Los Angeles e foi lançada em 2011 pelos empresários Meg Gill e Tony Yanow.

Atualmente, a marca era vendida apenas na Califórnia, Nevada e Arizona. Estima-se que 45.000 barris da cerveja devem ser vendidos neste ano por meio de 4.000 pontos de vendas.
Fonte: Revista Exame

Bierland dobra produção de chope para a Oktoberfest

Fábrica da Bierland
Esta é a 11ª participação da cervejaria de Blumenau na festa de sua cidade (Foto: Divulgação)
 

Cervejaria vai oferecer na festa de Blumenau quatro estilos, entre eles a recém-lançada IPA


Para abastecer a Oktoberfest de Blumenau (SC), a ser realizada entre 7 a 25 de outubro, a Bierland dobrou a produção de chope. A cervejaria oferecerá quatro tipos, entre eles o da recém-lançada American IPA. Serão comercializados também os chopes Pilsen, Weizen, Vienna e o coquetel de vinho.

Eduardo Krueger, um dos sócios da Bierland, destaca: “Serão 12 mil litros do chope American IPA e 12 mil litros do Vienna, além da produção dos demais.” Esta é a 11ª participação da Bierland na Oktoberfest, que neste ano estará presente com dois pontos de vendas dentro dos pavilhões e um externo. Para reforçar a equipe, a cervejaria está contratando cerca de 50 pessoas para trabalhar temporariamente na festa.
 
Fonte: Revista Beer Art

domingo, 27 de setembro de 2015

Como foi o Festival Repense Cerveja - Parte II


O Nikasi Ber Club esteve ontem no Festival repense Cerveja e pode conferir de perto as cinco cervejas inéditas, que foram produzidas para o Festival, em parceria com as cervejarias Penedon, 3cariocas, Cervejaria Nacional, Koala San Brew, Capa Preta e Aeon. 

De quebra batemos um papo com Bernardo Couto, um dos sócios da cervejaria 2cabeças e idealizadores do Repense Cerveja. A seguir a entrevista completa:

Ninkasi: Bernardo, eu gostaria que você falasse pra gente o que você espera desse evento, do Repense Cerveja, qual o legado que você pretende deixar também com ele e no finalzinho defina pra gente o que significa pra você repensar cerveja.
2cabeças: A ideia do evento, o conceito dele é justamente de trazer coisas novas, estilos diferentes, estimular a produção de cerveja caseira, a gente está publicando todas as receitas das cervejas, mostrar também que tem união entre todas as cervejarias, ou seja, é um evento nosso, mas que tem mais cervejas dos outros que nossa. Também é o lado colaborativo da gente ter feito cinco cervejas inéditas para este evento, todas de estilos distintos, bem diferente entre si. A nossa expectativa é basicamente esta, de fomentar mesmo a ideia de que cerveja tem que ser colaborativa, tem que ter união entre cervejeiros, as cervejarias tem que estar juntas para buscar maior participação no mercado, enfim todas as conquistar que elas vão ter vão ser juntas. Então a gente sempre teve essa ideia, 2cabeças já por si só é uma coisa coletiva, são duas cabeças e não uma só, então a gente busca trazer este conceito. E o Repense Cerveja traz um pouco isto também. É do tipo, o que é nossa pergunta, ou seja, o que é cerveja para você? Porque cerveja pode ser um monte de coisa. Então a gente fez cinco cervejas novas, que não tem nada a ver uma com a outra, pra mostrar a estas pessoas, enfim, como a gente pode criar. Nenhum estilo é muito comum que a gente ver no mercado, tem Sour, tem German IPA, Wheat Wine, Defumada, uma Brown Ale, que também não é um estilo muito comum aqui no Brasil. Então a ideia foi botar também um pouco as pessoas pra pensarem no que a gente pode fazer, como que a gente pode buscar os caminhos que não o de ficar lançando cervejas sozinho ou buscar fazer uma coisa por si só, a própria cervejaria organizar um evento e trazer outras cervejarias. De repente cerveja é mais do que a cerveja que está no copo.

Ninkasi: Alguma dessas cervejas foi produzida numa quantidade um pouco maior, a gente vai encontrar por aí, por exemplo, no Mondial de La Bière ou pouco mais a frente em algum outro evento?
2cabeças: Acho que a Gol da Alemanha a gente deve fazer mais. Ela já foi um lote um pouco maior e a com as 3 Cariocas, #sqn (só que não), ela com certeza vai ter no Mondial e ela tem um lote um pouco maior e vai sair em garrafa.

Ninkasi: Então a #sqn pode virar uma cerveja de linha?
2cabeças: Não de linha, sazonal. A gente fez, já tem rótulo e vai chegar ao mercado em garrafa.

Ninkasi: E qual o legado que você espera deixar com este evento, não só o evento em si, pois a ideia é muito maior que ele em si. Acho que o evento é um marco em relação a ideia. Então qual o legado pra todos os cervejeiros e pro mercado de cerveja?
2cabeças: Pro mercado de cerveja acho que é essa ideia de coletividade, que a gente sempre buscou. A gente, por exemplo, sempre foi cervejaria cigana que produzia em um monte de lugar. Um monte de gente falou: Pô, agora que vocês estão sempre produzindo na Invicta deixaram de ser ciganos. A gente quer mostrar que não. Na verdade o espírito de ser cigano, ou mesmo sem ter cervejaria, mas o espírito do cervejeiro caseiro, de sempre buscar coisas novas, acho que é isso que a gente quer fomentar. Tanto que a gente divulga as receitas e torce pra que as pessoas fação essas receitas em casa. Então, acho que o legado é este. As pessoas buscarem estar juntos, pensar coisas diferentes, receitas distintas. A gente acha que com cinco receitas publicadas vai ajudar os cervejeiros caseiros a ver, pô o que o pessoal está fazendo profissionalmente? Ah eles estão fazendo desta forma! Acho que isto também é um background legal pra galera que está começando. Então acho que é isto.

Ninkasi: manter então a ideia de que cerveja mesmo produzida de forma profissional não deixa de ser nunca algo de celebração, de amizade, alegria e a confraternização que gira em torno da bebida.
2cabeças: Exatamente, todas as cervejarias que a gente fez junto são cervejarias que a gente tem uma relação boa, assim de amizade, de admiração...então a gente também buscou cervejarias que a gente se identificasse, justamente pra trazer essa ideia mesmo de união, de parceria, tá todo mundo aí bebendo, um bebe a cerveja do outro... e cerveja é isso! cerveja não é aquela coisa do tipo, eu trabalho em tal empresa e só bebo aquela cerveja... não, muito pelo contrário, eu bebo Maracujipa toda hora então eu vou no bar e quero beber outra. Então, acho que aqui todo mundo tem essa filosofia. E o evento acho que mostra isso pra todo mundo, assim como que as cervejarias, a maioria delas tem uma visão de que todo mundo tá lutando pela mesma coisa e todo mundo junto é muito mais forte.

Ninkasi: Pra finalizar, como você definiria numa frase o que pra 2cabeças significa repensar cerveja?
2cabeças: Em uma frase? (pausa). Acho que buscar coletividade, exclusividade, buscar o limite e sabor. Acho que é isto.

Ninkasi: Valeu Bernardo! Mais uma vez obrigado pelo convite, sucesso e que você continue trazendo sempre novidades, coisas novas, sendo essa cervejaria inovadora, que a cada dia conquista mais os corações dos apaixonados por cerveja. Um abração!
2cabeças: Valeu, obrigado por ter vindo!

Saúde!
Luiz Araújo

Como foi o Festival Repense Cerveja - Parte I


O Ninkasi Beer Club esteve ontem na Casa da Glória para conferir de perto as cinco cervejas produzidas especialmente para o Festival Repense Cerveja. Após rodar por cinco cidades em pouco mais de duas semanas, a cervejaria 2cabeças produziu cinco cervejas, com cervejarias distintas em pouco mais de duas semanas.

Quem compareceu ao evento pode curtir e se surpreender com as novidades no Repense Cerveja. Além das citadas, outras cervejas fizeram a alegria da galera!

A festa como sempre rolou em alto astral, numa combinação que não tem como dar errado, ou seja, boa cerveja, boa comida, boa música e gente bonita, feliz e disposta a celebrar o que tem de melhor. O espaço, um casarão antigo, contribui para que o clima fique mais aconchegante e faz com que você sinta no quintal de casa tomando uma boa cerveja com os amigos.

Parabéns aos organizadores pelo evento e pela ideia em si. Creio que esta sim contribui de maneira significativa para que tenhamos um mercado a cada dia mais forte e sólido para encarar os contratempos e dificuldades que o setor nos impõe! Um brinde a 2cabeças e as cervejarias envolvidas! E você já parou para repensar o que é cerveja?

A seguir as fotos do evento e breve comentário sobre as cervejas produzidas para o Festival.

Saúde!
Luiz Araújo

Todos ansiosos para começar a provar as cervejas do evento

Diversos itens da 2cabeças para alegria dos fãs e colecionadores

Boas opções para matar a fome e para aguentar firme a maratona, visto que eram umas quinze cervejas diferentes a serem provadas.

Festival Repense Cerveja

Festival Repense Cerveja


Festival Repense Cerveja

Festival Repense Cerveja
Cerveja Funk IPA liberada! Bastava soltar a voz e servir o próprio copo.


Festival Repense Cerveja

A primeira que provei foi a Fogo de Palha, uma colaborativa feita com a Cervejaria Nacional, uma California Commons defumada. Cerveja leve, refrescante e com um defumado muito sutil. Cerveja com alto drinkability. Dava pra parar do lado da chopeira e bebê-la o dia inteiro...


Festival Repense Cerveja

Depois partir para a cerveja que foi produzida com a  Penedon. Trata-se de uma Brown Ale e seu nome é Debrownismo. De acordo com os idealizadores é uma Brown para beber de boas, inspirada na onda do Deboísmo. E eles estavam certos! Curti de boas seus aromas e sabor de maltado, lembrando caramelo, nozes e achocolatado.


Festival Repense Cerveja

A terceira foi uma Sour Ale, com mirtilo, ou blueberry. Uma pegada bem ácida feita com a Capa Preta e a Koala San. O nome? Lactobluecilos. Cerveja com uma leve acidez, capaz de seduzir até mesmo os que não são fãs ou temem o estilo. Muito equilibrada e deliciosa.


Festival Repense Cerveja

Chegamos a cerveja que se não trazia boas lembranças em minha mente deixou ótimas no copo! Feita com a cervejaria Aeon é uma Germana IPA, com 7,1% de álcool e 71 IBU's. A cerveja utiliza lúpulos alemães e foi produzida em BH. Assim, Alemanha+BH=Gol da Alemanha! Potente, mas com álcool bem inserido e amargor assertivo.

 Festival Repense Cerveja

Por último a #sqn, que significa "só que não". Uma potente American Wheat Wine, feita com a cervejaria 3cariocas. Com 10% de álcool e 83 IBUs, com maltes de cevada e trigo, e mais flocos de trigo. Pra carimbar a cerveja boas doses de lúpulos Columbus, Citra e Amarillo para aroma. A cerveja ficou muito boa, em especial pelo leve toque amadeirado, baunilha e os lúpulos!!! E para nossa alegria será engarrafa, conforme disse Bernardo Couto na entrevista concedida para o Ninkasi Beer Club. Vamos aguardar!

Aprovei ainda a ocasião para beber as outras cervejas do evento:
Funk IPA - 2cabeças
Mangifera - Aeon
IPA Nema - 3 Cariocas
Serra da Índia - Penedon
Rio de Colônia - 2cabeças + Freigeist
Capa Preta English Pale Ale - Capa Preta
Mula IPA - Cervejaria Nacional

Até a próxima!
Luiz Araújo

sexta-feira, 25 de setembro de 2015

Está chegando a hora! Amanhã o Ninkasi Beerr Club estará no Repense Cerveja.

Repense Cerveja

Está chegando a hora! Amanhã o Ninkasi Beerr Club estará no Repense Cerveja cobrindo o evento e é claro provando as novidades!

Após produzir cinco cervejas com cervejarias distintas em pouco mais de duas semanas, Bernardo Couto & Maíra Kimura, cervejeiros da 2cabeças estão prontos para brindar o público com as novidades no Repense Cerveja.

São cinco cervejas inéditas, que você encontrará apenas no Festival, produzidas com as cervejarias Penedon, 3cariocas, Cervejaria Nacional, Koala San Brew, Capa Preta e Aeon. Veja o que você irá encontrar amanhã.

A primeira cerveja produzida para o Festival Repense Cerveja foi com os 3cariocas. Será uma American Wheat Wine. O nome? #sqn, que significa "só que não"

A segunda, com a cervejaria Aeon será a Gol da Alemanha, uma Germana IPA, com 7,1% de álcool e 71 IBU's. A cerveja utiliza lúpulos alemães e foi produzida em BH. Assim, Alemanha+BH=Gol da Alemanha!

A terceira é uma Sour Ale, com mirtilo, ou blueberry. Uma pegada bem ácida feita com a Capa Preta e a Koala San. Promete azedar de vez o Festival, no bom sentido é claro! O nome? Lactobluecilos.

A quarta, uma colaborativa feita com a Cervejaria Nacional leva o nome de Fogo de Palha, que segundo o pessoal da 2cabeças tem tudo a ver com os nomes usados pela Nacional em suas cervejas. Será uma California Commons defumada.

A última e não menos importante foi produzida na Penedon. trata-se de uma Brown Ale e seu nome é Debrownismo. De acordo com os idealizadores é uma Brown para beber de boas, inspirada na onda do Deboísmo.

Para saber mais sobre as cervejas ou ter acesso as receitas (isso mesmo, as receitas estão disponíveis para você reproduzí-la em casa) acesse: http://www.2cabecas.com.br/

Quem não garantiu ainda o seu ingresso corra que ainda dá tempo. Para comprar acesse: https://www.bilheteriadigital.com/26-09-festival-repense-cerveja-rj-26-de-setembro

Até amanhã!
Luiz Araújo

Jokers Blondelicious - Pack de Setembro Cervarock

Jokers Blondelicious - Pack de Setembro Cervarock

Irrecusável! Irresistível! Provocadora! Essa é a Blondelicious, uma cerveja dourada de corpo macio que enche o paladar delicadamente.

Mas por que um tapassexo? A Cervejaria Jokers preferiu deixar a satisfação de tirar o tapassexo para você, nosso consumidor! Isso mesmo, passe um metal delicamente – tudo na Blondelicous é delicado – e aprecie o resultado.

Cervejaria: Jokers
Origem: Curitiba-PR (Brasil)
ABV(%): 7,1
Estilo: Belgian Blond Ale
Embalagem: Garrafa de 355 ml

É uma cerveja de coloração dourada, com corpo claro. Apresentou uma coroa de espuma média, de cor branca, com boa persistência formando um bom belgian lace no copo.

No aroma frutado, presença de pêssego, damasco, licorice e especiarias. O malte remete a cereais e biscoito. Presença de leveduras reforçam o dulçor, além do caráter terroso. Álcool perceptível ao aproximar o copo do nariz, mas não atrapalha o conjunto. O sabor médio é adocicado e remete a frutado e frutas amarelas. Lúpulo leve e floral. Boa presença de malte. 

O aftertaste é médio e doce. Corpo médio e rescência idem  conferem bom drinkability a esta blond ale, mesmo com os 7,1% de álcool. A percepção alcoólica é oportuna para o estilo proposto. Uma blond ale delicioasa com o perdão do trocadilho!

Santeie peye!
Luiz Araújo

Invicta iniciação - Pack de Setembro Cervarock

Invicta iniciação - Pack de Setembro Cervarock

Toda relação tem um começo, e com a cerveja não é diferente. Os primeiros goles em uma cerveja artesanal são definitivos, um caminho sem volta no melhor dos sentidos. A Iniciação é uma homenagem a um dos estilos cervejeiros que melhor cumprem o papel de abrir as portas e as mentes para esse incrível universo de aromas e sabores. Uma democrática Weizenbier que vai encantar o seu paladar, seja você iniciante ou não, afinal os grandes prazeres são para todos.

Cervejaria: Invicta 
Origem: Ribeirão Preto (Brasil)
ABV(%): 4,5
Estilo: German Weizen
Embalagem: Garrafa de 600 ml

Cerveja de coloração amarela, turva, com espuma branca de ótima formação, sendo cremosa e duradoura. Boa transição de renda no copo.

No aroma frutado presença de banana, cravo e cereais. O sabor acompanha o aroma. Pouquíssimo amargor. Presença leve de álcool ao aproximar o copo do nariz.

Corpo médio, textura macia, carbonatação média e aftertaste duradouro com leve dulçor. Cerveja com alta drinkabilidade. Leve e refrescante, além de gostosa e suave. Uma boa opção para os dias mais quentes!

Bebamos!
Luiz Araújo