Ninkasi, a Deusa da Cerveja

Ninkasi é a antiga deusa sumeriana da cerveja, que transformou uma mistura de água e cevada em um líquido dourado, conhecido hoje como cerveja.

Era uma deusa muito popular que fornecia cerveja aos deuses. Ela era considerada a própria personificação da cerveja.

Receba as postagens do Ninkasi Beer Club no seu e-mail!

quarta-feira, 31 de maio de 2017

Do malte à cerveja: qual a importância do cereal para a bebida?

O malte é considerado a alma da cerveja e é responsável, dentre outras coisas, pela coloração da bebida.

De acordo com a Lei da Pureza da Cerveja (Reinheitsgebot), de 1517, uma cerveja pura deve conter apenas água, malte, lúpulo e a levedura. Elemento base da produção da cerveja e considerada a alma da bebida, o malte é um cereal germinado e ressecado, responsável pelos aromas, sabores e cores característicos. É também da função do malte fornecer açúcares e nutrientes. Estes açúcares serão utilizados pelas leveduras (fermento), principalmente, para a produção do álcool e do gás carbónico e demais reações derivadas da fermentação.

São necessárias até 200 gramas de malte para um litro de cerveja. Existem vários tipos de maltes, entre eles os mais comuns são o de trigo, cevada e centeio. “Primeiro, o cereal é colhido e selecionado. Depois ele passa pelo processo de maltagem, onde será hidratado e colocado em um ambiente com temperatura e umidade controladas, até que germinem”, explica Thomé Calmon, proprietário da cervejaria artesanal DeBron Bier.

Após a germinação, os grãos são secados e torrados, de onde são retirados os brotos germinados. Dependendo da intensidade da seca e da torra é que o malte adquire determinadas características de coloração e aroma. “Quanto mais torrado, mais escura será a cerveja”, continua Thomé.

Só depois de todo esse processo, o malte é levado para a cervejaria onde será misturado aos demais ingredientes que irão resultar na bebida mais antiga da humanidade: a cerveja.

Levedo de cerveja

Outro importante ingrediente é o levedo. Trata-se um fermento inativo que provém da fermentação da cevada. O levedo de cerveja é derivado de um fungo conhecido como Saccharomyces cerevisiae e, assim como as carnes, também é rico em proteínas, mas com a vantagem de não conter colesterol e gordura. Além disso, é rico em vitaminas do complexo B e cromo, e acaba sendo um aliado do sistema imunológico e promovendo resistência e desintoxicação do organismo. Também reduz os níveis de glicose no sangue e mantém a integridade do sistema nervoso, evitando o estresse e o cansaço mental e físico.

Serviço:
DeBron Bier
Endereço: Estrada da Batalha, 1832, Galpão C / Jardim Jordão – Jaboatão dos Guararapes 
Telefone: 3342 4087
Funcionamento Fábrica: Seg a sexta: 07 às 17h / Sábado 07 ás 12h

Fonte: 4 Comunicação

Esta máquina prepara a sua cerveja com um clique

Equipamento produz até cinco litros de cerveja de uma vez em um período de três horas e meia (MiniBrew/Divulgação)

Uma máquina de cerveja pode ser o sonho de consumo de muita gente e não pense que é uma realidade distante. Isso porque, uma empresa holandesa desenvolveu um aparelho que prepara a bebida e garante qualidade no processo.

Batizada de MiniBrew, o equipamento custa a partir de 999 euros e tem entrega garantida em solo brasileiro.

A máquina lembra muito uma cafeteira e todas as etapas de fabricação pode ser monitorada por meio de um aplicativo de celular.

Com capacidade para produzir até cinco litros de cerveja de uma vez em um período de três horas e meia, a MiniBrew vem com barris portáteis que garantem após a fabricação a qualidade da bebida por um longo período de tempo.

De acordo com o próprio fabricante, já é possível fazer a encomenda do produto no site, a entrega, no entanto, começará a ser feita no início de 2018.

Fonte: Exame
http://exame.abril.com.br/estilo-de-vida/esta-maquina-prepara-a-sua-cerveja-com-um-clique/

Baden Baden une duas paixões do brasileiro: cerveja e café

O resultado desta combinação surpreendente estará disponível, a partir de junho, no novo rótulo da cervejaria

A Cervejaria Baden Baden inovou mais uma vez e apresentou, na noite da última terça-feira (30), durante um evento na charutaria Caruso Lounge, sua nova criação: a Baden Baden Kaffee Bier. A novidade une duas variedades de café, Acaiá e Bourbon, que harmonizam com o leve amargor do lúpulo e o tostado de malte. 

“Essa inovação gerou uma cerveja extraordinária, com espuma bege, cremosa, escura e de corpo leve. Além disso, o líquido proporciona uma delicada acidez de café gourmet, com um leve tostado que só conseguimos porque fomos buscar o melhor café, vindo diretamente de Carmo de Minas, na região serrana da Mantiqueira de Minas. Tenho certeza de que a Baden Baden Kaffee Bier agradará muitos paladares com essa combinação de dois amores do brasileiro na gastronomia”, afirma Rubens Mattos, gerente de pesquisa e desenvolvimento da Brasil Kirin.

A partir de junho, os consumidores vão encontrar a Baden Baden Kaffee Bier nos principais pontos de vendas das regiões sul e sudeste, dos estados de Pernambuco, Bahia e Goiás. Além disso, o produto estará disponível no e-commerce www.wbeer.com.br

O lançamento segue o conceito da marca em criar novos estilos de cervejas que surpreendam seus consumidores com combinações inusitadas como grãos e frutas. “A cervejaria Baden Baden tem em seu DNA o instinto de inovação, de criação e trazemos constantemente novos rótulos para o mercado com altíssima qualidade. Recentemente lançamos a Baden Baden Märzen, primeira cerveja feita 100% com lúpulo brasileiro, e temos o maior orgulho de nos apropriarmos desse pioneirismo. Lançar produtos com esse patamar de qualidade e reconhecimento só nos mostra que estamos no caminho certo”, afirma Alexandre Candido, gerente de marketing de cervejas especiais da Brasil Kirin. 

Para aqueles que gostam de fazer harmonizações, combinando a cerveja com outros elementos da gastronomia, uma ótima dica é degustar a Baden Baden Kaffee Bier com tiramissu, sobremesas a base de chocolate, carne de porco defumada e queijos semi duros. 

Sobre a Brasil Kirin

A Brasil Kirin, uma empresa que produz bebidas que dão prazer e alegria, acredita que há muito mais num líquido do que apenas seu consumo. Por isso faz um convite a todos que acreditam e querem mais da vida: “Viva Sua Sede”. Com este slogan, a empresa abraça desafios, sonhos e desejos das pessoas para as suas vidas.

Para atender as diferentes sedes, a Brasil Kirin conta com um amplo portfólio de bebidas que inclui cervejas, refrigerantes, sucos, energéticos e águas das marcas como Schin, Devassa, Baden Baden, Eisenbahn, Kirin Ichiban, Água Schin, Energético K, Viva Schin e Itubaína.

A empresa é subsidiária do grupo global Kirin Holdings Company, uma das maiores empresas de bebidas do mundo com mais de 46 mil funcionários, 270 empresas e presença em 15 países. No Brasil, conta com 12 fábricas em 11 estados e mais de 11 mil funcionários. A distribuição dos produtos é feita por 20 centros próprios e cerca de 200 revendas para 600 mil pontos de venda no País.

Atualmente, a Brasil Kirin está entre as Melhores Empresas para Trabalhar, segundo a revista Época / GPTW (Great Place to Work®) e também pelo ranking da Revista Você S/A, ambas em 2014, 2015 e 2016. Em sustentabilidade, foi considerada destaque em Governança Corporativa pelo Guia Exame 2014, além de estar entre as empresas mais sustentáveis do país desde 2013.

Fonte: FSB Comunicação

Prêmio incentiva foco em gestão de negócios cervejeiros

Empreendedores podem inscrever projetos em quatro categorias no 2º Prêmio Brasil Brau de Gestão de Negócios em Cerveja

Amantes e entusiastas do mercado cervejeiro podem inscrever sua empresa no 2º Prêmio Brasil Brau de Gestão de Negócios em Cerveja, iniciativa da Brasil Brau – Feira Internacional de Tecnologia em Cerveja, acontece de 26 a 28 de julho no São Paulo Expo (antigo Centro de Exposições Imigrantes). As inscrições serão recebidas através do site do evento e contemplam quatro categorias:Design de Embalagem, Comunicação da Cultura das Cervejas, Responsabilidade Social e Sustentabilidade. O prazo termina em10 de julho.

A premiação é voltada para marcas brasileiras que já estão no mercado, sejam elas de pesquisa, produção, importação, distribuição, comercialização, comunicação ou consumo de cerveja. O objetivo do prêmio é incentivar a profissionalização da gestão do negócio de cervejas especiais, em médio e longo prazo.

Para participar, a empresa deve elaborar um trabalho compatível com uma das categorias da competição, que será submetida a avaliação de um júri. A inscrição no valor de R$ 100,00 dá direito ao acesso para a 14ª edição da Feira Internacional de Ciência e Tecnologia Cervejeira, e acesso a um dos dias do Congresso, que acontece durante o período da Brasil Brau. Interessados podem conferir o regulamento oficial da competição acessando o sitedo evento.

Sobre a Fagga | GL eventsExhibitions

Com escritórios no Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Bahia, a Fagga l GL events Exhibitions é uma das maiores empresas em promoção e organização de feiras do país, responsável pela realização de mais de 20 feiras anuais. Subsidiária do grupo GL events Brasil, operação brasileira de uma das maiores empresas mundiais do ramo de eventos, a francesa GL events, a Fagga soma meio século de experiência.

Serviço
Inscrições 2º Prêmio Brasil Brau de Gestão de Negócios em Cerveja
Data: até 10 de julho
Valor: R$100

Brasil Brau – XIV Feira Internacional de Tecnologia em Cerveja
Data: 26 a 28 de julho
Local: São Paulo Expo Exhibition & Convention Center
Rodovia dos Imigrantes, Km 1,5 – São Paulo – SP – Brasil
Transporte Gratuito - Estação do Metrô Jabaquara - Saída de ônibus na Rua Nelson Fernandes, 400 

Ingressos:
Brasil Brau - R$ 120, por dia/ com acesso ao Degusta Beer & Food;
Congresso – R$ 210, por dia ou R$ 150, para três dias (até 15/06) / com acesso à Brasil Brau e Degusta Beer & Food;
Degusta Beer & Food – Primeiro lote R$ 25, por dia. Segundo lote R$ 35,00 por dia.

Para mais informações acesse: www.brasilbrau.com.br /www.degustabeerandfood.com.br

Fonte: deniblochcomunicação

Belo Horizonte se transforma em palco da maior feira de cachaça do mundo

Maior diferencial desta edição é o lançamento da carreta alambique-escola Brasil, de capacitação e aperfeiçoamento da cadeia produtiva, com alambique de cachaça, laboratório, sala de aula para 15 alunos, biblioteca e vidioteca, que percorrerá todos os estados produtores

De 8 a 11 de junho, de quinta-feira a domingo, Belo Horizonte recebe a maior e mais importante feira de cachaça do mundo. Considerada a vitrine mundial da bebida, a Expocachaça comemora em 2017 20 anos de atividades inimterruptas. Esta é a 27ª edição da festa. Com um público total de mais de 2 milhões de visitantes ao longo de duas decadas, a Expocachaça recebe produtores de Minas Gerais e outros estados, apresentando diversas marcas da bebida para comercialização. Além disso, o sucesso do evento está na sua concepção de Feira e Festival, que traz uma programação eclética em que entretenimento, gastronomia e negócios convivem harmonicamente.

A novidade desta edição será o lançamento de uma unidade móvel pioneira: a carreta Alambique-Escola Brasil de capacitação e aperfeiçoamento da mão-de-obra da cadeia produtiva e de valor do agronegócio da cachaça. A iniciativa vem atender a demanda dos estados produtores da bebida, como elemento catalizador do processo de modernização do setor, levando até os produtores o conhecimento necessário para produzirem com qualidade e dentro dos padrões legais e exigidos pelo mercado de bebidas destiladas no mundo, tornando a cachaça um produto mais competitivo.

O projeto é uma realização do CBRC - Centro de Referência da Cachaça, a Truckvan (a maior empresa de soluções sobre rodas do Brasil, com a parceria da empresa Alambiques Santa Efigênia e EMATER-MG. Ela conta com um alambique de cachaça, coluna de álcool, laboratório, sala de aulas para 15 alunos, biblioteca e videoteca. Ela será lançada na Expocachaça com a realização de aulas-show.

Segundo José Lúcio Mendes, presidente da Expocachaça, o evento foi o principal responsável pela visibilidade atingida e pelo status de destilado nobre, retirando a bebida do gueto a que esteve relegada por muitos anos, promovendo sua divulgação nos mercados interno e externo. “O sucesso do evento está na sua concepção de Feira e Festival, com uma proposta aberta a novos expositores e uma programação mais eclética e complementar, em que negócios, lazer, entretenimento, gastronomia, turismo, cultura e espetáculo interagem em convivem harmonicamente”, ressalta.

Outro destaque da Expocachaça é a 11ª. edição o Brasil Bier, festival que acontece dentro da feira e que apresenta as principais microcervejarias do cenário nacional. Diversos produtores de cachaça, em busca de novos caminhos e oportunidades nos negócios, estão entrando também no mercado de cervejas, como a Cachaça Folhas de Oliva, por exemplo.

Ao longo das 26 edições anteriores, totalizando 20 anos de atividades, a Expocachaça já mobilizou um público superior a dois milhões de visitantes. Para este ano, o evento cresceu 25%, ocupando uma área de 12 mil m².

6ª Avaliação às Cegas

A Feira contará também com a 6ª Avaliação com Degustação às Cegas e Classificação das Cachaças dos Expositores da 27ª Expocachaça. O concurso é realizado por profissionais altamente qualificados e coordenados por Lorena Simão, do LABM – Laboratório Amalize Maia, Renato Frascino, coordenador de diversos cursos de bebidas e técnico sensorial de alimentos e bedidas, e Renato Costa, presidente da ABS – Associação dos Somelieres do Brasil – MG.

Segundo José Lúcio, o objetivo é avaliar a evolução e a qualidade dos produtos das diversas regiões produtoras de cachaça do país, presentes no evento, sob o ponto de vista sensorial e organoléptico, sinalizando para o mercado brasileiro e internacional o alto nível da produção da bebida em suas diversas categorias e apresentações.

As cachaças serão julgadas em sete categorias:
1) Brancas Puras armazenadas em tanques de inox ou vasilhame inerte, sem passar por qualquer tipo de madeira;
2) Descansadas em madeiras como amendoim, jequitibá, entre outras que não interferm na cor;
3) Envelhecidas em Carvalho Francês;
4) Envelhecidas em Carvalho Americano;
5) Envelhecidas em diversas madeiras brasileiras, como Amburana, Bálsamo, Loro e Canela, Castanheira, Pau Brasil, entre outras;
6) Envelhecidas na Categoria Extra-Premium, envelhecidas acima de três anos;
7) Bebidas com cachaça.

Academia Brasileira da Cachaça de Alambique (ABAC)
Durante a Feira, será realizada também uma reunião com da Academia Brasileira da Cachaça de Alambique – ABCA. A entidade é constituída por profissionais dedicados ao pleno desenvolvimento das cadeias produtiva, de valor e de suprimentos da Cachaça de Alambique e dos setores de bebidas e gastronomia.O objetivo é propor e coordenar projetos e ações estratégicas, preferencialmente em rede e com instituições afins, além de fomentar e apoiar iniciativas públicas e privadas, quando integradas aos propósitos finalísticos da ABCA.

“A ABCA tem por finalidade gerar resultados positivos para o negócio da Cachaça Artesanal de Alambique, reduzir entraves, induzir políticas públicas e privadas, abrir mercados e melhorar a qualidade e visibilidade de nossa bebida nacional”, afirma José Lúcio.

Serviço
Data: de 8 a 11 de junho de 2017, quinta-feira à domingo
Horário: De quinta a sábado, das 12h às 00h; domingo das 10h às 22h
Local: Expominas (Av. Amazonas, 6030 – Gameleira) – Belo Horizonte – MG
Ingressos:R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia entrada)

Estudantes pagam meia entrada com carteira estudantil e comprovante escolar.

*Não pagam ingressos:
Menores de 12 anos acompanhados de um responsável
Idosos com 65 anos ou mais (neste caso, será necessária a apresentação de documentação com foto que comprove a idade).

OBS: As bilheterias fecham uma hora antes do término do evento


Fonte: Pessoa Comunicação

Final da Champions League é no Beer Soccer


A final da UEFA Champions League 2017, que será disputada entre Real Madrid e Juventus, acontece no sábado, dia 03 de junho, às 15h45 (horário de Brasília), no Millennium Stadium (Cardiff). E para ajudar o cliente a não perder um lance sequer, o Beer Soccer vai transmitir o jogo nas setes tvs de LED distribuídas em todo o local. O bar ainda conta com uma decoração de grama sintética no chão e luminárias em formato de bolas, além das traves com redes e chuteiras no lugar dos sinalizadores de banheiros.

E como futebol combina com cerveja e petisco, experimente o tradicional bolinho de feijoada (R$ 26,90 - 6 unidades) ou o combo meio a meio do Beer Soccer – metade do seu petisco preferido e a outra batata/frita ou aipim especial da casa para dividir com a galera (R$54,90). Ambiente mais ideal para assistir uma final daquelas não existe, não é mesmo?

Serviço:
Endereço: Rua Passo da Pátria, 228 – Duque de Caxias
Telefone: 2653-2196
Horário: Segunda a sábado: 11h30 às 2h; Domingo: 14h30 às 2h.

Fonte: Tratto Comunicação

De volta ao Brasil, Vinhos do Alentejo apresenta suas melhores safras em São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte


Durante a 4ª edição dos Vinhos de Portugal no Rio de Janeiro, os cariocas terão a oportunidade de conhecer o Embaixador dos Vinhos do Alentejo 2017 e os outros dois campeões cariocas do concurso O Melhor Sommelier do Brasil.

Pela primeira vez em São Paulo, os winelovers paulistanos poderão participar de cursos e degustações de algumas das melhores safras alentejanas durante a feira “Vinhos de Portugal”.
No projeto Aproxima – Vinhos do Alentejo que acontece em Belo Horizonte, o público mineiro poderá conhecer o melhor do vinho da região alentejana.

Depois de conquistar o público de Norte a Sul do país com suas premiadas safras em 2016, os Vinhos do Alentejo estão de volta ao Brasil. Com presença confirmada em três grandes eventos do setor que são: o Vinhos de Portugal, que acontece no Rio de Janeiro e São Paulo, e o projeto Aproxima – Vinhos do Alentejo, em Minas Gerais, a Comissão Vitivinícola Regional Alentejana (CVRA), organismo que certifica e promove os vinhos da região, visita as três maiores capitais para apresentar aos brasileiros o melhor do terroir alentejano em território nacional.

A tradição vinícola da região do Alentejo cai cada vez mais nas graças da população brasileira: segundo dados da CVRA, nos últimos anos, as importações aumentaram em mais de 20%. “Notamos um crescente interesse do Brasil pelos vinhos do Alentejo. Nosso objetivo é reforçar a notoriedade dos vinhos alentejanos no País que ocupa a segunda posição no ranking de exportações de vinho certificado para a mesa dos brasileiros", afirma Maria Amélia Vaz da Silva, do departamento de Marketing da CVRA.

A região do Alentejo é líder do mercado português de vinhos – detém 46,4% em volume e 45% em termos de valor –, segundo dados referentes a 2015 da AC Nielsen. E o Brasil é o segundo principal mercado importador dos vinhos alentejanos no mundo, com 3,6 milhões de garrafas por ano. Abaixo segue a agenda em cada cidade:

Vinhos de Portugal no Rio de Janeiro

A Cidade Maravilhosa é a primeira a receber as emblemáticas vinícolas da região centro-sul da terrinha, que apresentarão as recentes safras disponíveis no mercado brasileiro na 4ª edição da feira “Vinhos de Portugal”. Entre os dias 2 e 4 de junho, no CasaShopping, localizado na Barra da Tijuca, os cariocas poderão provar os aveludados e saborosos vinhos da região do Alentejo.

Já estão confirmadas a presença das seguintes vinícolas: Adega Cooperativa de Borba,CR, Arrepiado Wine & Tourism LTDA, Casa Agricola Alexandre Relvas LTDA, Casa Agricola HMR S/A, Caves da Montanha, Cortes de Cima, Coteis - Produção e Com. Agro-Alimentar, LTDA, Enoforum – Grupo Carmim, Cartuxa - Fundação Eugénio de Almeida, J. Portugal Ramos Vinhos, Lusovini S/A, Monte da Comenda Agroturismo LTDA, Paulo laureano Vinus, LTDA, Sogrape Vinhos S/A, Enoport United Wines, Adega de Redondo, Esporão, Ivin LTDA, Dona Maria- Julio Bastos e Casa Santa Vitoria.

Além disso, durante a edição carioca do evento, o público presente terá a oportunidade de conhecer Wallace Neves, o novo Embaixador dos Vinhos do Alentejo 2017, campeão da última edição do concurso O Melhor Sommelier do Brasil, além de Cláudio Alves e Francisco Lopes, vencedores das edições 2016 e 2014, respectivamente.

Vinhos de Portugal em São Paulo

Em São Paulo, os vinhos da região aterrissam entre os dias 9 e 11 de junho, no Shopping JK Iguatemi. Durante os três dias, os paulistanos poderão escapar do frio da capital saboreando o que o Alentejo tem de melhor: Adega Cooperativa de Borba CRL, Aliança - Vinhos de Portugal, S/A, Herdade da Anta de Cima - Argilla e Talha de Argilla, Casa Agrícola Alexandre Relvas LTDA, Casa Agricola HMR S/A, Caves da Montanha, Cortes de Cima, Herdade do Esporão, Cartuxa - Fundação Eugénio de Almeida, J. Portugal Ramos Vinhos, José Maria da Fonseca, Lusovini S/A, Monte da Comenda Agroturismo, LTDA, Paulo Laureano Vinus, LTDA, ROQUEVALE, S/A, Enoport United Wines, Adega de Redondo, Dona Maria- Júlio Bastos, Monte da Ravasqueira, Casa Santa Vitoria, são alguns dos rótulos alentejanos que estarão presentes.

A exemplo do modelo seguido em edições anteriores no Rio de Janeiro, os Vinhos do Alentejo promoverão degustações comentadas com a presença do conceituado jornalista e crítico de vinhos Luís Lopes, em São Paulo, e, no Rio de Janeiro, com Pedro Mello e Souza, Alexandra Prado Coelho e Rui Falcão.

Projeto Aproxima – Vinhos do Alentejo em Minas Gerais

Na capital mineira, os Vinhos do Alentejo desembarcam no dia 10 de junho para o projeto Aproxima – Vinhos do Alentejo, festa de rua que acontece Casa Fiat da Cultura. A partir das 10h, o público presente terá a possibilidade de conhecer as prestigiadas vinícolas da região que apresentarão as recentes safras disponíveis no mercado brasileiro. Além de tasting e palestras sobre vinhos alentejanos, haverá ainda um espaço para chefs e restaurantes locais, que promoverão experiências harmonizadas entre as bebidas do Alentejo e a gastronomia mineira.

As vinícolas alentejanas: Adega de Borba, Esporão, Herdade dos Coteis, Herdade São Miguel, Monte Novo e Figueirinha, são alguns dos rótulos locais que estarão presentes.

Serviço:
Vinhos de Portugal no Rio de Janeiro
Quando: 2 a 4 de junho de 2017
Onde: CasaShopping – Avenida Ayrton Senna, 2150 - Barra da Tijuca, Rio de Janeiro
Site oficial: vinhosdeportugal2017.com.br

Vinhos de Portugal em São Paulo
Quando: 9 a 11 de junho de 2017
Onde: Shopping JK Iguatemi – Av. Pres. Juscelino Kubitschek, 2.041 – Itaim Bibi
Site oficial: vinhosdeportugal2017.com.br

Aproxima – Vinhos do Alentejo em Minas Gerais
Quando: 10 de junho de 2017
Onde: Casa Fiat de Cultura – Praça da Liberdade, 10 – Funcionários
Site oficial: projetoaproxima.com.br

SOBRE A CVRA – Comissão Vitivinícola Regional Alentejana

A Comissão Vitivinícola Regional Alentejana (CVRA) foi criada em 1989 e é um organismo de direito privado e utilidade pública que certifica, controla e protege os vinhos DOC Alentejo e os vinhos Regional Alentejano.

É também responsável pela promoção dos Vinhos do Alentejo, no mercado português e em mercados-alvo internacionais. Sua atividade é financiada através da venda dos selos de garantia que integram os contrarrótulos dos Vinhos do Alentejo.

Para mais informações acesse: www.vinhosdoalentejo.pt

Fonte: S/A LLORENTE & CUENCA

27ª edição da Expocachaça e 11ª Brasilbier esperam movimentar R$ 50 milhões em negócios


Setor de cachaça já registra uma produção de 1,4 bilhão de litros por ano, gerando um montante de R$6 bilhões em vendas, detendo 75% do mercado de destilados

De 08 a 11 de junho, acontece em Belo Horizonte a maior feira mundial da cadeia produtiva e de valor da cachaça. A 27ª Expocachaça e 11ª Brasilbier marcam 20 anos de atividades ininterruptas do festival. Ao longo destas duas décadas, o evento já reuniu mais de 2 milhões de visitantes e contabiliza mais de 300 milhões de reais em negócios gerados. A estimativa para este ano é uma movimentação de R$ 50 milhões, durante e após a feira, 20% a mais que a edição anterior. Esta edição registra ainda um crescimento de 25% da feira, uma estrutura montada de 12 mil m².

A novidade desta edição será o lançamento de uma unidade móvel pioneira: a carreta Alambique-Escola Brasil de capacitação e aperfeiçoamento da mão-de-obra da cadeia produtiva e de valor do agronegócio da cachaça. A iniciativa vem atender a demanda dos estados produtores da bebida, como elemento catalizador do processo de modernização do setor, levando até os produtores o conhecimento necessário para produzirem com qualidade e dentro dos padrões legais e exigidos pelo mercado de bebidas destiladas no mundo, tornando a cachaça um produto mais competitivo.

O projeto é uma realização do CBRC - Centro de Referência da Cachaça, a Truckvan (a maior empresa de soluções sobre rodas do Brasil, com a parceria da empresa Alambiques Santa Efigênia e EMATER-MG. Ela conta com um alambique de cachaça, coluna de álcool, laboratório, sala de aulas para 15 alunos, biblioteca e videoteca. Ela será lançada na Expocachaça com a realização de aulas-show.

A edição deste ano reunirá cerca de 150 expositores, entre produtores de cachaça e cerveja artesanal, além de fornecedores de equipamentos e insumos para o setor. Ao todo os visitantes poderão conferir aproximadamente 600 marcas de cachaças de produtores de 23 estados do país, e 50 rótulos de cervejas. Dentre os estados participantes, destacam-se, além de Minas Gerais, Rio de Janeiro, Bahia, São Paulo, Santa Catarina, dentre outros. E expectativa de público para os quatro dias de evento é 40 a 50 mil pessoas.

O mercado da cachaça

A cachaça tem, a cada ano, demonstrando sua importância no cenário econômico nacional. O país já registra 1,4 bilhão de litros da bebida produzidos anualmente, sendo que Minas Gerais registra 230 milhões de litros ao ano, ou seja, 60% de toda a produção do país. O Brasil conta hoje com 40 mil produtores de cachaça, sendo 98% deste montante formado por micro e pequenos empresários, gerando 600 mil empregos diretos e indiretos. Reside aí a importância da Feira, que traz visibilidade para estas marcas e para a própria bebida.

Segundo José Lúcio Mendes, presidente da Expocachaça, o evento foi o principal responsável pela visibilidade atingida e pelo status de destilado nobre, retirando a bebida do gueto a que esteve relegada por muitos anos, promovendo sua divulgação nos mercados interno e externo. “O sucesso do evento está na sua concepção de Feira e Festival, com uma proposta aberta a novos expositores e uma programação mais eclética e complementar, em que negócios, lazer, entretenimento, gastronomia, turismo, cultura e espetáculo interagem em convivem harmonicamente”, ressalta.

Serviço
27ª Expocachaça
Data: de 8 a 11 de junho de 2017, quinta-feira à domingo
Horário: De quinta a sábado, das 12h às 00h; domingo das 10h às 22h
Local: Expominas (Av. Amazonas, 6030 – Gameleira) – Belo Horizonte - MG
Ingressos:R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia entrada)

Estudantes pagam meia entrada com carteira estudantil e comprovante escolar.

*Não pagam ingressos:
Menores de 12 anos acompanhados de um responsável
Idosos com 65 anos ou mais (neste caso, será necessária a apresentação de documentação com foto que comprove a idade).

OBS: As bilheterias fecham uma hora antes do término do evento

Fonte: Pessoa. Agência de Relações Públicas

Cerveja Avós tem rótulos de linha premiados em Mar Del Plata

Marca paulista com pouco mais de um ano de mercado recebe no South Beer Cup, Argentina, três medalhas e o título de melhor American IPA da América do Sul

A cerveja Avós, marca de DNA caseiro que nasceu como fruto da celebração aos vínculos familiares que seu criador Junior Bottura, teve a sorte de cultivar com suas avós e bisavós, brinda mais uma conquista. Três das cervejas de linha da Avós, foram premiadas no South Beer Cup 2017, Argentina. O concurso que é uma espécie de copa libertadores da cerveja artesanal, uma das premiações mais importantes do mundo, anunciou na noite de 27 de maio, em Mar Del Plata, Argentina, as devidas vencedoras em suas respectivas categorias. A cerveja Avós voltou com bagagem recheada: medalha de bronze para Vó Maria e o Lado Zen, a Hoppy Lager, bronze para sua Vó Maria In Concert, uma aromática India Pale Lager. Já a Vó Maria, Baixinha Porreta, uma India Pale Ale de respeito, levou medalha de prata e como não houve ouro na categoria, a Baixinha Porreta levou o título de melhor American IPA da América do Sul.

Sobre Cerveja Avós: A cerveja paulista Avós se apresentou ao mercado há pouco mais de um ano, com os dois primeiros rótulos de seu portfólio: uma India Pale Ale, batizada de Vó Maria, a Baixinha Porreta e uma Hoppy Lager que leva o nome de Vó Maria e o Seu Lado Zen ( premiada com medalha ouro no concurso do Festival Brasileiro da Cerveja 2017, em Blumenau). Alguns meses depois da estreia, a marca anunciou a chegada de mais uma receita, envasada em lata de alumínio, que funde as personalidades dos seus dois primeiros estilos: uma India Pale Lager, batizada de Vó Maria In Concert, ideia nascida do evento promovido pela cerveja Avós que harmonizou jazz e blues com suas cervejas. A quarta avó que desde fevereiro se juntou à família é a Vó Ana: A Matrona, uma Lager feita com trigo, adição de semente de coentro e camomila tem visual amarelo palha, espuma branca cremosa, corpo leve, 5,1% de teor alcoólico e uma drinkability convidativa. Recentemente a cerveja Avós lançou sua primeira colaborativa feita em parceria com a cervejaria mineira ZalaZ, uma India Black Lager.Envasada em garrafas de 500ml,a Vó Zazá .As receitas de DNA caseiro são feitas com o mesmo cuidado e alegria dos almoços familiares. Elas proporcionam aos consumidores cervejas que unem frescor e drinkability a homenagens e histórias que remetem aos ancestrais de seu criador, o publicitário e cervejeiro Júnior Bottura. Com alma cigana, no interior de São Paulo, a Avós é fruto da paixão de Júnior pelas panelinhas e uma celebração ao vínculo que teve a sorte de cultivar com todos os suas avós e bisavós. Seus produtos contemplam o paladar de cervejeiros iniciantes e experientes, são companhias de respeito para brindar à vida. A boa aceitação das cervejas da Avós se firmou e hoje a marca tem seu espaço, a Casa Avós, onde reúne seus produtos, cervejas e chopes para serem levados para casa em growlers ou crowlers.

Serviço Casa Avós:
Rua Croata, 679
Telefone: 3672-4282

Horário de funcionamento: Domingo e Segunda- fechado/ Terça à Quinta das 17h30 às 21h30, Sexta das 14h às 21h30, Sábado das 12h ás 18h

Cerveja Colorado apresenta suas cervejas com frutas


A Cervejaria Colorado, de Ribeirão Preto, lançou uma linha com quatro cervejas frutadas especiais com frutas que são, praticamente, esquecidas e desperdiçadas. Representantes da biodiversidade brasileira, entre as frutas usadas na nova linha de cervejas, apenas Caju e Graviola são conhecidas com amplitude no país, enquanto apenas 1/3 da população já experimentou amora-do-mato, por exemplo. 

Colorado Eugênia: é uma cerveja do estilo Session IPA, com uvai, fruta muito cultivada em pomares domésticos. De aparência alaranjada e aveludada, tem sabor suave e é rica em vitamina C, frutifica de setembro a janeiro. Aromas marcantes dos lúpulos americanos, alemães e franceses completam a bebida. Leve, refrescante e amarga na medida (40 IBU), alta dinkability. Teor alcoolico: 4,50%

Rosália: Uma fruit beer ácida e com leve dulçor frutado. Feita com frutas vermelhas brasileiras (grumixama, amora do mato, cereja do rio grande). Na boca a doçura e a acidez se misturam, proporcionando uma experiência única. Excelente para acompanhar sobremesas. Teor alcoolico: 4,50%

Murica: Apaixonados pela miscigenação brasileira, casamos a maciez da Cream Ale com o agridoce da Graviola, fruta que nasceu no Caribe e cresce no Brasil há mais de 500 anos. Tanto, que já tem até apelido: araticum, coração-de-rainha ou jaca-do-pará, mas o nome de batismo mesmo é Annona Muricata. Teor alcoolico 4,7%vol

Nassau: White IPA feita com adição de Caju, muito comum no nordeste brasileiro, em conjunto com Dry hopping usando o lúpulo Equinox, que tem aroma de frutas tropicais para destacar o aroma do caju. Cerveja clara e não filtrada, sabor marcante com amargor presente na medida. Teor alcoolico 5,8%vol

Fonte: Santa Clara Corporate

Festa Cervejeira comemora parceria entre Dádiva, Avós e Mafiosa

Cervejarias Dádiva, Avós e Mafiosa somam forças para atender demanda de seus rótulos autorais em novos mercados e potencializar esforços em lançamentos conceituais e ainda mais criativos.

A Cervejaria Dádiva está alçando novos voos... além de produzir as artesanais das cervejarias Avós, de São Paulo, e Mafiosa, de Valinhos, passa também a assumir as operação logística dessas parceiras. Para comemorar, as três artesanais paulistas preparam uma grande festa na fábrica da Dádiva, em Várzea Paulista, e o lançamento orquestrado da colaborativa no Tripelbock 28.

A festa, que acontece no próximo dia 03/06, na fábrica da Cervejaria Dádiva – a aproximadamente 40 km de São Paulo -, ganhou o nome divertido de “O voo da Véia Mafiosa”, onde libélulas, vózinhas e mafiosos prometem reunir atrações perfeitas para a degustação dos seus rótulos com música ao vivo e comidinhas perfeitas para harmonização de chopes on tap.

Além de seis bicos engatados com os rótulos “top of mind” dos donos da festa, o evento terá como atração gastronômica os hambúrgueres artesanais do pessoal do Hell BBQ, charcutaria e defumados do Quintal do Talho, pães especiais da Masseria, brownies caseiros da Máfia do Brownie, geleias fresquinhas da Mermeleiae drinks criativos com Virga, nosso gim seco nacional do agreste..

Para curtir, o evento apresentará a exposição de fotos “Retratos Brasileiros” de Tomás Cajueiro, spot shows com Rock Br durante todo o dia, flash tattoo com The Siamese Ateliê para aqueles que gostam de rabiscar a pele, e o lançamento oficial da colaborativa Tripelbook 28, uma cerveja com levedura Lager e base Bock, alcóolica e intensa, que vai além de uma Doppelbock, com teor alcóolico de 12,9% e 25 IBU's.

Luiza Lugli Tolosa, sócia-fundadora da Cervejaria Dádiva, explica que a ideia de lançar a Tripelbock 28 faz referência à parceria das três cervejarias, que decidiram somar forças para atender a demanda de seus rótulos autorais em novos mercados e potencializar seus esforços em lançamentos conceituais e ainda mais criativos. “Avós e Mafiosa continuarão independentes, livres e responsáveis por suas próprias criações cervejeiras, e nós, da Dádiva, assumiremos as responsabilidades comerciais, logísticas e operacionais dessas parceiras através da ampliação da nossa estrutura”.

A colaborativa Tripelbock 28 foi produzida em edição limitada a 1800 litros. Uma parte da produção foi armazenada em barricas de carvalho de vinho do Porto, e envelhecerá por algum tempo, até que sirva como base para uma nova cerveja das libélulas velhinhas e mafiosas.

A Tripelbock 28 será disponibilizada ao mercado de São Paulo – capital e interior - em chopp e garrafas rolhadas de 375 ml, a partir de 05/06, data que marca o início da operação em conjunto das três marcas paulistas: Dádiva, Avós e Mafiosa. 

Serviço 
Festa: O Voo da Véia Mafiosa, o Evento!
Data: 03/06
Horário: das 11h às 18h
Local: a Cervejaria Dádiva fica localizada em Várzea Paulista, entre as Serras do Cristal e do Japi. 

Para chegar ao local, o caminho mais fácil é digitar Cervejaria Dádiva no Waze ou Google Maps. Você também pode ir de taxi ou Uber!

Entrada: evento aberto ao público, com entrada franca

Tema: festa comemorativa à parceria entre as cervejarias paulistas Avós (São Paulo) e Mafiosa (Valinhos) com a Cervejaria Dádiva (Várzea Paulista)

Atrações gastronômicas: chopes engatados das cervejarias Dádiva, Avós e Mafiosa e comidinhas do Hell BBQ, com hambúrgueres na grelha, charcutaria e defumados do Quintal do Talho, pães especiais da Masseria, brownies caseiros da Máfia do Brownie, geleias fresquinhas da Mermeleia e drinks criativos com gim nacional Virga

Preços de alimentos e bebidas: sob consulta

Entretenimento: flash day tattoo com The Siamnese Ateliê, exposição de fotos “Retratos Brasileiros” do fotógrafo Tomás Cajueiro e spot shows com Rock Br

Fonte: Lead Co. press & marketing

Heilige Double Red Ale - Degustação nº 954



Uma Double Red Ale da premiada cervejaria da cidade de Santa Cruz do Sul.

Cervejaria: Heilige
Origem: Santa Cruz do Sul-RS (Brasil)
ABV(%): 7,0
IBU: 55
Estilo: Double Red Ale
Embalagem: Garrafa de 375 ml

É uma cerveja de coloração âmbar avermelhado e corpo turvo. Sua espuma de cor bege apresentou média formação e persistência, com uma boa transição de renda no copo.

No aroma médio, o malte remete a caramelo, toffe e leve tostado. O lúpulo está presente de forma média, sendo herbal e cítrico. O sabor acompanha o aroma, com dulçor leve e moderado amargor.

O aftertaste é duradouro e amargo. Corpo médio-baixo e carbonatação mediana. Cerveja com médio drinkability. Boa cerveja!

Saúde!
Luiz Araújo

Berggren IPA - Degustação nº 953


Uma India American Pale Ale produzida pela cervejaria paulista da cidade de Nova Odessa. Berggren é a cerveja produzida no Brasil, premiada internacionalmente e perfeita pra quem quer mais sabor e menos enrolação.

Cervejaria: Berggren
Origem: Nova Odessa-SP (Brasil)
ABV (%): 6,0
IBU: 70
Estilo: India Pale Ale (IPA)
Embalagem: Garrafa 330 ml


É uma cerveja de coloração alaranjada e corpo leve turbidez a frio. Sua espuma de cor marfim apresentou ótima formação e estabilidade, com uma excelente transição de renda no copo.

No aroma, o malte remete a cereal, além de caramelo e leve tostado. O lúpulo é floral, bem cítrico, com notas de laranja, grapefruit e maracujá. O sabor acompanha o aroma, com levíssimo dulçor e amargor intenso.

O retrogosto é duradouro, amargo e seco. Corpo leve, textura macia e carbonatação mediana. Cerveja com alto drinkability. Boa cerveja! 

Salud!
Luiz Araújo

Chanco Classic Rauchbier - Degustação nº 952


Produzida com maltes defumados, o que confere à cerveja notas que lembram bacon. Inspirada nas clássicas cervejas alemãs, sua receita é equilibrada e com excelente drinkability. Essa cerveja levou o primeiro lugar no Best of Show do campeonato paranaense em 2015.

Cervajaria: Hammes
Origem: Curitiba-PR (Brasil)
ABV(%): 5,5
Estilo: Rauchbier
Embalagem: Garrafa de 355 ml

É uma cerveja de coloração cobre e claro. Sua espuma de cor bege apresentou boa formação e média persistência, sem transição de renda no copo.

No aroma, o malte remete a caramelo, defumado e tostado. O lúpulo imperceptível. No sabor o malte remete a defumado, caramelo e dulçor moderado, além de leve amargor. 

O aftertaste é duradouro, com leve amargor. O corpo é baixo e a carbonatação mediana. A cerveja tem alto drinkability, para quem curte o estilo. Boa cerveja!

Prost!
Luiz Araújo

terça-feira, 30 de maio de 2017

Pique Nique acontece pela primeira vez no Downtown

Feira de alimentação saudável oferece comes e bebes fits, orgânicos e veganos

Para fazer jus à Cidade Maravilhosa, o carioca vem se preocupando mais com a saúde e o bem-estar, o que reflete na sua alimentação. Afinal, manter a boa forma não combina com o consumo de refrigerantes e frituras. Por isso, no primeiro final de semana de junho, nos dias 3 e 4, acontece a 1ª edição da Feira Pique Nique no Shopping Downtown.

Pioneiro no segmento de Alimentação Saudável, o evento é organizado pela agência Buzzina e reúne diversosparticipantes entre comes e bebes orgânicos, saudáveis e veganos em um só lugar com música, arte, esporte e diversão. É possível fazer suco de caixinha sem conservantes? Mousse de chocolate pode ser vegano? Cerveja pode fazer parte da dieta? Hambúrguer de beterraba pode ser saboroso? O objetivo da Pique Nique é desmistificar o conceito de “alimentação saudável”, que não precisa ser cara e pode sim, ser prática e gostosa.

Os participantes serão divididos por três categorias, cada um de acordo com o perfil da alimentação: “Tá fit”, alimentos fits e funcionais, indicados para atletas, praticantes de atividades físicas e pessoas com dieta regrada; “Veganizaí”, comes e bebes com amor e sabor, mas nada de origem animal, para veganos e futuros veganos ou para curiosos de buscam informações do tema; “Orgânico, sim senhor”, naturais, artesanais e saborosos, destinados aos pequenos produtores.

Entre os da Pique Nique, destaque para Tapí Tapioca, Conflor, D’Alga, Doce Vegana, Leatt, Odette Dora, Pote Verde, Prana Vegetariano, Solar Vegano, Veganza Empório e Zula Kitchen.

Serviço
Feira Pique Nique
Dia 3 de Junho (Sábado) - de 12h às 22h
Dia 4 de Junho (Domingo) - de 12h às 19h
Downtown: Av. das Américas, 500 Barra da Tijuca, RJ - Espaço de feiras (Próximo ao cinema)

Entrada gratuita

Fonte: Tratto Comunicação

Dia dos Namorados: 6 dicas de presentes para casais que apreciam uma boa bebida

Entre as opções estão cervejas, cachaças, saquês e vodkas

Em breve comemora-se o dia dos namorados. Juntos, eles ocupam mesas nos bares e não consomem pouco. Pelo contrário: os casais correspondem a uma considerável fatia dos consumidores. O hábito de beber em companhia é um antigo símbolo de amizade e de celebração, e este ato prevalece também dentro dos relacionamentos amorosos. E o reflexo é visível em datas comemorativas, quando muitos destes casais trocam presentes relacionados a bebidas.

Confira abaixo algumas opções de presentes que traduzem o paladar, o aroma, principalmente o sentimento que se tem um pelo outro:

Cachaça Middas
A Cachaça Middas Branca fica armazenada por dois anos em tonéis de madeira de amendoim do campo. Considerada a rainha das madeiras brasileiras, realiza o verdadeiro envelhecimento: revela e acentua as virtudes da cachaça, exibindo a sua verdadeira alma. A cor permanece praticamente inalterada e o aroma e gosto da cachaça são preservados, porém, baixando a acidez e mantendo a personalidade da bebida. A Middas vem acompanhada de um frasco contendo flocos de ouro comestível de 23 quilates vindos da Alemanha, o que permite ao consumidor dar o seu próprio toque à bebida, colocando a quantidade de flocos que preferir na cachaça.

Graduação alcoólica: 40%
Preço: R$ 180,00 (700ml)
Onde comprar: Loja Virtual Middas – www.middascachaca.com.br

Berggren IPA
Cerveja do estilo American India Pale Ale, turva, com boa formação e retenção de espuma. Em seu aroma apresenta notas florais, cítricas, condimentadas e levemente adocicadas. De corpo médio e amargor intenso, esta cerveja cremosa, seca e picante é refrescante e muito fácil de beber.

Teor alcóolico: 6%
Preço: 17,50 (500ml)

Fujikura
É um saquê de mesa Futsuu-shu produzido com água de degelo do Monte Fuji. Está armazenado em um garrafa de 300ml e possui 16% de teor alcoólico.

Pontos de venda: Restaurante Kosushi, Restaurante RYO Gastronomia e Loja Online E-Sake. 
Preço sugerido para a venda nos restaurantes: R$150,00 a garrafa.

Cachaça Seleta
As cachaças em embalagem de cerâmica também são excelentes opções. A Cachaça Seleta, por exemplo, é feita a partir de canas rigorosamente selecionadas. Envelhecida em tonéis de Umburana, planta conhecida por suas características curativas e digestivas, apresenta suavidade e sabor delicioso.

Preço: R$ 17,33 (120 ml)

BAMBERG
O Kit Long Neck é formado por uma caixa com quatro garrafas de 355 ml.R$ 40,50
*** Os rótulos são escolhidos no momento da compra

Cachaçaria Nacional
Cachaça Boa Prosa Ouro – Vendida pela Cachaçaria Nacional Premiada com a medalha Gran Ouro no Concurso Mundial de Bruxelas, edição Brasil. Armazenada por 3 anos em tonéis de Amburana, uma típica madeira brasileira que proporciona um sabor marcante. Com graduação alcoólica de 39%.

Preço: R$ 36,00 - www.cachacarianacional.com.br/

Fonte: Notícia Expressa

Jockey Club recebe food trucks, vinhos e cervejarias artesanais durante Grande Prêmio Brasil de Turfe

Evento na Gávea acontecei de sexta (09) até domingo (11). Crédito das fotos: Sylvio Rondinelli

O Jockey Club Brasileiro, na Gávea, se tornará um dos maiores centros de entretenimento e gastronomia da cidade durante o Festival Grande Prêmio Brasil de Turfe, que acontece nos dias 09, 10 e 11 de junho. Além da mais tradicional prova do esporte, o público poderá desfrutar dos principais food trucks da cidade, além de beber cervejas artesanais e vinho. Serão mais de 50 opções! A entrada é franca.

Já estão confirmadas as participações de trucks com variado cardápio, indo dos tradicionais hambúrgueres até comida vegetariana, passando por massas, crepes, espetinhos e tapioca. Entre eles estão: Oinc, Duetto Bistro, American Way, Carnívoros, Texas Burguer, Carioquinha, Corujitas, Tapiroad, Italian Pasta e Roma in Rio.

Para beber, a Wine it e a Mendozitos trarão seleções de vinhos e as cervejarias Noi, Don Cevada, Irada, Invicta e Monbar trarão cervejas de vários estilos para agradar a todos.

Para os pequenos, no domingo, crianças e pais poderão curtir as atividades oferecidas pelo projeto cultural Burburinho, na Tribuna B, como oficinas artísticas, moda, apresentações musicais temáticas sobre cavalos e turfe e atividades circenses.

O Jockey Club Brasileiro abre as portas na sexta-feira (9) às 17h e vai até às 23h. No sábado (10) e domingo (11), será das 13h às 23h. O local tem estacionamento privativo limitado. Pelo Cabify, o usuário terá 30% de desconto com o código GPBRASIL2017 para trajetos que tiverem o Jockey Club como destino inicial ou final (Tribuna Social – Tribuna A – entrada oficial do evento).

CREDENCIAMENTO DE IMPRENSA

Os profissionais de imprensa interessados em cobrir o 85º GP Brasil de Turfe devem enviar seu pedido de credenciamento para o e-mail credenciamento@approach.com.br até o dia 09/06, às 17h. As solicitações devem conter o nome do veículo, equipe que fará a cobertura, telefone e e-mail para contato. A retirada das credenciais será feita no dia 11/06, a partir do meio-dia, no Hall de Entrada da Tribuna Social.

SERVIÇO
85ª Grande Prêmio Brasil de Turfe
Datas e horários: 09 (17h até 23h), 10 e 11/06 (13h até 23h).
Local: Praça Santos Dumont, 31. Gávea – Rio de Janeiro
Traje para as Tribunas: Esporte

Lista de Trucks
Food Truck
Oinc - Sanduiches de carne suína
American Way - Hamburguer
Texas Burguer - Hamburguer
Big Daddy - Cachorro quente
Corujitas - Espetinhos
Roma in Rio - Massas
Tapiroad - Tapioca
Nostos Bar - Petiscos
Italian Pasta - Sanduíches, antepastos e bruschettas e doces italianos
The Creps
Hagar sanduíches
Emporio da papinha - Alimentação infantil
La furgoneta - Café, sucos e sanduíches
Umami - Comida empratada
Infarinata - Massas
Sitio eco natural – Queijos, mel e pão de mel
Refeitório - Comida empratada
Fornalha - Salgadinhos
Vegideias - Comida vegetariana

Beer truck
Noi
Don Cevada
Irada
Invicta
Monbar
Barnabike
Contrabando Cerva
Vinho
Wine it
Mendozitos

Doces
Luca Pipoca Gourmet
Delícias da Dany Doces
Madeleines Doces
Vanessa Cunha Doces
Adorable Dulce
Paradis - Macarrons
Confeitaria do Barão
Carolinas - Doces
Degê Gourmet - Churros
Me - Doces
Puri Água De Coco
Nuvem Sorvetes
Sorvete Alex

Fonte: Approach Comunicação

Cabeça de Dragão Moutain Jam - Degustação nº 951


Ugo Perrota e seu sócio Zezinho, como é conhecido José Augusto Mattos no local, são amigos a pelo menos 30 anos e Niteroienses. Quando foi morar em Nova Friburgo, Perrota o encontrou no bar América e para sua surpresa ele disse que estava fazendo cerveja e que tinha uma cozinha cervejeira em seu sítio. Hugo a receita dessa APA pra seu amigo e juntos fizeram a primeira leva que de cara já foi muito elogiada. De lá pra cá, a receita já foi repetida diversas vezes, pois a intençāo da cervejaria é ciganear no segundo semestre deste ano.

Na cerveja, foram utilizados 4 tipos de maltes diferentes e os lúpulos Galaxy para o amargor e para o aroma, Galaxy e Citra. O dryhop foi todo feito com Citra.

Cervejaria: Cabeça de Dragão
Origem: Nova Friburgo-RJ (Brasil)
ABV(%): 6,0
IBU:30
Estilo: American Pale Ale
Embalagem: Garrafa de 600 ml

É uma cerveja de coloração âmbar claro e corpo nublado. Sua espuma cremosa de cor marfim apresentou boa formação e persistência, além de justa transição de renda no copo.

No aroma, o malte remete a cereal e caramelo. O lúpulo forneceu um caráter cítrico, com bastante intensidade e notas de laranja, lima, maracujá e grapefruit. O sabor acompanha o aroma, com leve dulçor e amargor moderado. 

O final é duradouro, amargo e seco. A cerveja tem corpo leve, média carbonatação e alto drinkability! Boa cerveja! Beberia litros!

Cheers!
Luiz Araújo

Conheça a Cervejaria Cabeça de Dragāo!


A Cervejaria Cabeça de Dragāo, fica dentro do Parque estadual dos Três picos ( entre Nova Friburgo e Teresópolis ), à 1200 m de altitude aos pés do conjunto das mais altas montanhas da Serra do Mar, dentro do RefúgioTrês Picos, abrigo de montanha com capacidade para até 17 pessoas, com 3 quartos para casais e 1 alojamento para 11 pessoas, contando ainda com infra-estrutura para camping e uma bela cascata natural, Além disso, possui uma Cozinha Cervejeira, comandada por um dos sócios, José Augusto Mattos, engenheiro florestal , montanhista e cervejeiro, que produz cerveja há 6 anos e fez diversos cursos. 

O outro sócio é Ugo Perrota, auto didata que começou a fazer cerveja em 2015 e aprimorou todo o processo praticando muito no sítio onde mora. Além disso, Perrota foi músico durante 30 anos, tocando blues com diversos artistas, inclusive internacionais, tendo realizado tours no exterior, além de 20 Cds gravados. O curioso foi que quando era produtor da banda Blues Etílicos que ingressou no mundo das cervejas artesanais, lançando a cerveja da banda que foi produzida na Mistura Clássica com supervisāo do mestre Severino Batista. 

Periodicamente são realizados diversos eventos artísticos e ambientais, tais como o Salinas Rock Festival (já na quinta ediçāo) em parceria com a ONG Centro de Estudos e Conservação da Natureza – CECNA.


O nome da Cervejaria vem da montanha que fica em frente ao sítio ( Cabeça de Dragåo ) com trilha de fácil acesso dentro do parque, 4 horas de caminhada ida e volta. O nome Mountain Jam ( nome da receita ) surgiu pelo festival de Rock que acontece lá, Jam de Jam session. 

Um detalhe interessante sobre o local é que por lá já existem 4 montanhistas fabricando cervejas, todos moradores, sendo que um deles tem uma plantação de lúpulo Cascade e já produziu a primeira cerveja orgânica da regiāo, usando o próprio Lúpulo e malte pilsen orgânico. A Cabeça de Dragão ganhou um pequeno pé de lúpulo Cascade, que foi plantado no sítio e está atulamente com mais de 8 metros de altura, tendo inclusive dado flores. No verão a colheita será feita.

A Cervejaria já produziu até o momento uma Apa, uma Kölsch, algumas IPAs e uma Wheat beer que leva mel, trigo e raspas de limāo galego, tudo produzido na regiāo.

A cerveja Mountain Jam deve ser a primeira a ser comercializada ainda este ano a partir do segundo semestre, dependendo apenas de detalhes burocráticos.

Cervejaria Cabeça de Dragão
https://www.instagram.com/cervejacabecadedragao/
https://twitter.com/cervejariacdd
https://www.facebook.com/cervejacabecadedragao/

Mestre-Cervejeiro.com Belgian Tripel Chocolate ganha medalha de ouro no South Beer

A cerveja comemorativa de 12 anos da marca foi considerada o melhor exemplar da categoria na competição

A rede de franquias de cerveja artesanal Mestre-Cervejeiro.com conquistou uma medalha de ouro no South Beer Cup 2017, concurso sul-americano de cervejas que aconteceu entre os dias 25 e 27 de maio em Mar del Plata, na Argentina. A cerveja vencedora foi produzida em parceria com a cervejaria Bier Hoff, de Curitiba, e Pete Slosberg, um dos pioneiros da revolução cervejeira dos EUA que hoje atua no setor de chocolates artesanais. "Para nós da rede Mestre-Cervejeiro.com é uma honra ganhar esse prêmio. A cerveja contou com toda expertise do Pete e do sr. Jacir, mestre cervejeiro da Bier Hoff, em conjunto com a criatividade e alto padrão de qualidade que sempre buscamos nos produtos da nossa marca. Estamos felizes pelo reconhecimento e já preparando uma edição especial deste rótulo, envelhecida em barril", afirma Daniel Wolff, fundador da rede.

A Mestre-Cervejeiro.com Belgian Tripel Chocolate é uma cerveja potente, porém equilibrada, com 9,5% de teor alcoólico. Produzida com adição de raspas de laranja, favas de baunilha e nibs de cacau, foi envasada em garrafas rolhadas de 750 ml e lançada no final do ano passado com grande aceitação pelo público.

Para conferir a lista completa de cervejas premiadas no VII South Beer Cup, acesse o site: http://www.mestre-cervejeiro.com/south-beer-cup-2017-cervejas-premiadas/

O Mestre-Cervejeiro.com, que começou em 2004 como um site, é hoje a maior rede de lojas de cervejas artesanais no país e referência nacional na promoção de todos os aspectos da Cultura da Cerveja. Com um catálogo de mais de 2.000 rótulos de cervejas artesanais disponíveis para as lojas trabalharem, a marca já está presente em todas as regiões do Brasil, levando mais do que a experiência sensorial do consumo das cervejas, mas proporcionando também o aprendizado por meio de conteúdos divulgados em vídeos e artigos, em seu site ou em revistas especializadas, e promovendo viagens cervejeiras e workshops para empresas e para o público.

ÔNIXPress

segunda-feira, 29 de maio de 2017

Lohn Bier é eleita cervejaria do ano na Argentina


A Lohn Bier foi eleita a cervejaria do ano na Great South Beer Cup, na Argentina, no último sábado, dia 27. Além do reconhecimento inédito, a cervejaria de Lauro Müller foi premiada com três medalhas: uma de ouro e duas de prata. A Quadruppel ganhou ouro na categoria Belgian Strong Ale; a Carvoeira e a IPA Bretta levaram prata nas categorias Specialty e Wild Beer, respectivamente. Com menos de três anos de existência, a Lohn já acumula 16 medalhas em competições nacionais e internacionais.

O concurso idealizado na Argentina tem edições anuais, ora na Argentina ora em outros países. Em 2016, a Lohn Bier ganhou uma medalha de bronze na competição também com a Carvoeira, cerveja icônica da marca e que homenageia importante atividade econômica do município de Lauro Müller - a mineração de carvão.

Para Richard Westphal Brighenti, sommelier e cervejeiro da Lohn, “participar de concursos e ganhar premiações é importante, já que neste mercado, que é muito diversificado, ter uma receita premiada é desígnio de qualidade”. De acordo com Richard, a Lohn produz cervejas dentro de um padrão máximo de exigência. “Fazemos cervejas com muita atenção, somos entusiasmados por cerveja e mesmo aquelas que não são premiadas são bons produtos. Temos um cuidado especial com todos os rótulos, da moagem ao recém montado laboratório”, explica. “A premiação de Melhor Cervejaria do ano de fato não era esperada, já que temos menos de três anos neste mercado. Mas honraremos o título continuando a entregar bons produtos e contribuindo para um mercado de cervejas mais aberto.” conclui.

No início do ano a Lohn Bier já havia sido premiada com quatro medalhas no 5º Concurso Brasileiro de Cerveja de Blumenau. Foram duas medalhas de ouro (a única cervejaria de SC a levar dois ouros) e duas de bronze para quatro rótulos da marca catarinense: Trippel e Carvoeira Wood Aged (ouro); Laguna e Catharina Sour com Jabuticaba (bronze).

Ainda em 2017 a Lohn conquistou outro importante reconhecimento internacional. A Carvoeira Wood Aged levou a medalha de bronze na Copa Latinoamericana de Cervezas Artesanales. O concurso foi realizado em Cusco, no Peru, e reuniu mais de 400 cervejas de 12 países, que foram avaliadas por um exigente time de juízes.

Menina dos olhos da Lohn, a Carvoeira, que possui duas versões, acumula outros prêmios importantes, como a medalha de prata na Copa Cervezas de América, no Chile, em 2016; um certificado de excelência no Brussels Beer Challenge, realizado na Bélgica (principal festival belga de cerveja com 1250 amostras avaliadas); e a medalha de bronze no South Beer Cup, também em 2016. No início deste ano, a cerveja Carvoeira ganhou uma versão de café, disponível com todos os produtos da marca no endereço da loja virtual em www.lohnbier.com.br/loja .

Fonte: Engeplus
http://www.engeplus.com.br/noticia/gastronomia/2017/110294-lohn-bier-e-eleita-cervejaria-do-ano-na-argentina/

Pela 1ª vez, São Paulo sediará Oktoberfest

Oktoberfest: a festa é realizada há 30 anos em Blumenau, Santa Catarina (Mario Tama/Getty Images)

Considerada a maior cidade industrial alemã fora da Alemanha, a capital paulista sediará neste ano, pela primeira vez, a Oktoberfest, tradicional festival de cerveja, comida e danças típicas de Munique que no Brasil é realizado há mais 30 anos em Blumenau, Santa Catarina, no mês de outubro.

Em São Paulo, o evento vai ocorrer entre os dias 29 de setembro e 8 de outubro no sambódromo do Anhembi, zona norte paulistana.

Os ingressos custarão entre R$ 100 e R$ 150 e serão vendidos a partir de 1 de junho pela internet. A estimativa de público é de 90 mil a 100 mil pessoas durante os dez dias de festival.

O evento foi anunciado nesta sexta-feira, 26, pelo prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), que dará “apoio institucional” ao festival por meio da empresa municipal São Paulo Turismo (SPTuris).

A produção da festa, que deve contar com dois palcos, será feita e patrocinada por empresas privadas, como a multinacional alemã de veículos Mercedes-Benz e a companhia aérea Gol.

“A ideia de trazer a Oktoberfest para cá surgiu de executivos da indústria alemã, que acabaram nos incentivando a aceitar esse desafio”, disse Walter Carvalheiro Filho, presidente do WGroup, organizadora do evento. Ele disse que as atrações musicais do festival devem ser anunciadas no próximo mês.

Segundo Doria, a Oktoberfest passa a entrar oficialmente no calendário de eventos de São Paulo e vai gerar até R$ 50 milhões de receita para a economia paulistana através do turismo.

“Não há disputa entre Blumenau e São Paulo, são festas complementares”, afirmou o prefeito. “Não será um festival só para beber cerveja. A atração principal está na música e na dança típica, como se faz em Blumenau e na Baviera”, completou.

Apesar do recado do prefeito, o presidente da SPTuris, David Barioni, já se habilitou ao cargo de “bebedor de chop” do festival.

O vice-presidente da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha, Thomas Timm, lembrou que no ano passado a Oktoberfest reuniu 5,6 milhões de pessoas em todo mundo e registrou consumo médio de 1.300 litros de cerveja por visitante. “Aqui no Brasil poderemos superar esta média”, brincou.

O cônsul-geral da Alemanha no Brasil, Axel Zeidler, disse que o festival na capital paulista “fortalece” a relação entre os dois países, enquanto que o secretário municipal de Relações Internacionais, Julio Serson, citou o estímulo à economia da cidade, com geração de receita e emprego.

“Essa é uma iniciativa importante para São Paulo, que estreita a relação entre o Brasil e a Alemanha e vai gerar fluxo turístico e econômico entre São Paulo e as cidades da Baviera”, disse Serson.

Fonte: Exame
http://exame.abril.com.br/estilo-de-vida/pela-1a-vez-sao-paulo-sediara-oktoberfest/